Convergência Digital - Home

Empresas ainda desconhecem custos e benefícios de SaaS em cloud

Convergência Digital
Convergência Digital - 16/02/2012

A oferta de software como serviço (SaaS) entregue em cloud computing tem sido considerada uma das opções com melhor eficiência de custo para as empresas interessadas em desenvolver ou ampliar funções de business intelligence (BI).

Diante da demanda por maior capacidade computacional e dos desafios de construir suas próprias soluções analíticas, profissionais de TI normalmente escolhem SaaS, estimulados ainda pelos seus custos iniciais relativamente baixos.

Uma pesquisa do Gartner junto a 1.364 gerentes de TI e usuários de plataformas de BI revelou que aproximadamente 35% desses profissionais planejam utilizar ou já utilizam SaaS em cloud para complementar funções centrais de business intelligence.

James Richardson, diretor de pesquisa do Gartner, disse que apesar do crescente interesse, o mercado ainda está confuso sobre o que as soluções analíticas e o BI como serviços em nuvem oferecem e o que entregam de fato.

"SaaS e BI baseado em cloud são vistos como uma alternativa mais rápida, de menor custo e mais fácil de implementar, embora isso ainda não tenha sido comprovado na prática", salienta o executivo.

Embora os compradores normalmente achem que SaaS é mais barato, a realidade não é tão simples. A consultoria desenvolveu modelos para analisar custos de SaaS e descobriu que o software como serviço só é mais barato durante os cinco primeiros anos, mas oferece benefícios de longo prazo relacionados a fluxo de caixa e custos de TI reduzidos.

O SaaS, observa ainda a consultoria, também possibilita implantações mais rápidas e são uma boa alternativa quando a área de TI não consegue responder rapidamente a demandas de negócios.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Open Stack conquista o coração e o bolso das corporações

A possibilidade de personalizar o código-fonte para desenvolver aplicativos é o motivo mais forte apontado para a adesão ao open source pelas empresas latino-americanas.

Pública ou privada, a nuvem é incorporada à TI dos bancos

"Se algum banco não aceita é problema dele", diz José Antônio Eirado Neto, da Caixa. "Interoperabilidade ainda nos desafia", pontua Marino Aguiar, do Santander. Já Maurício Minas, do Bradesco, defende a nuvem pública, mas assume: "não faz sentido se desfazer do que foi construído no mainframe".



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O uso inteligente do Big Data a favor da indústria

Por Marlos Bosso*

Os impactos da revolução 4.0 são inevitáveis. Identrificar o que está por vir é o desafio dos executivos.

Produzimos mais dados do que a capacidade de armazená-los

Por Thiago Franco*

Será que a demanda digital romperá com os limites físicos dos datacenters em curto prazo? Nos últimos anos, muitos especialistas têm tentado responder a esta pergunta.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site