Home - Convergência Digital

450 MHz: Licença única 'mata' chances de provedores de Internet

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 05/03/2012

Ao contrário da posição das teles - que consideram o 450 MHz, quase que o 'patinho feio' no leilão de 2,5GHz - os provedores regionais de Internet querem que a Anatel fracione o uso das frequências, respeitando o modelo de numeração dos DDDs utilizado na telefonia. Segundo a Abrint - entidade que representa os ISPs - só assim as áreas rurais mais distantes poderão ter, de fato, a chance de vir a ter o serviço.

"Fracionar pelo número de DDD é a alternativa para dar alguma chance aos provedores regionais de entrarem na licitação. O custo cairá muito e há interesse em áreas onde as teles não estão. A frequência de 450MHz é excelente para a oferta de serviços. Podemos ficar fora da disputa nos DDDs ricos, como 011 (São Paulo), 021(Rio de Janeiro), 031(Belo Horizonte), mas vamos brigar pelos outros, até com associações entre empresas", sustenta Basilio Perez, diretor da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações, em entrevista ao Convergência Digital.

O pedido de fracionamento já foi colocado na consulta pública sobre o leilão das faixas 2,5GHz e 450 MHz, que termina nesta segunda-feira, 05 de março, na Anatel. Para Perez, mantida a questão da licença única para o 450 MHz, apenas as grandes operadoras terão condições de montar o plano de oferta de serviços.

"Os provedores regionais podem ganhar fôlego nas suas áreas e atender clientes que hoje estão fora da rota das teles por estarem em regiões de menor poder econômico. Mas é ilusão achar que os ISPs podem, por exemplo, cuidar de uma licença nacional", garante. O diretor da Abrint lembra ainda que as teles não revelam interesse no 450 MHz. "Mas nós temos. Então porque não pensar também nos nossos interesses?", indaga Perez.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/10/2017
Nova proposta para 450 MHz prevê TACs para autorizar uso de satélite

14/07/2017
450MHz: Relator propõe dois anos para que teles troquem satélite por rede na área rural

19/08/2016
Vivo e TIM fazem acordo de compartilhamento para cobrir áreas rurais

16/12/2015
Vivo, Tim e Oi vão compartilhar frequências para oferecer 4G

13/07/2015
REPNBL aprova R$ 526,4 milhões em projetos de 4G em 450 MHz

19/05/2015
TIM e Huawei prometem 4G LTE em 450 Mhz

22/01/2015
Anatel aprova e Claro e Vivo ampliam compartilhamento de rede

07/08/2014
Oi e Claro garantem isenção fiscal para o 450MHz

29/05/2014
Vivo e Claro vão compartilhar rede, mas devem oferecer serviço celular na área rural

22/05/2014
Anatel nega pedido da Claro de usar outras frequências nas obrigações do 4G

Destaques
Destaques

Melhores 4G do mundo se estabilizam em 45 Mbps

Com média de 20 Mbps, o Brasil não faz feio entre 77 países analisados nesse quesito. Mas a disponibilidade ainda está abaixo de 60% do tempo, de acordo com relatório do 3º trimestre divulgado pela Opensignal.

Smartphones responderam por 59% dos acessos à Internet na América Latina

Estudo da GSMA aponta que as operadoras vão investir US$ 70 bilhões para aumentar a cobertura 4G na região. Levantamento também mostra que há 300 milhões de pessoas digitalmente excluídas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Teles Tradicionais X Especializadas: o dilema para a IoT

Por Fábio Trindade

M2M e a Internet das Coisas são elementos centrais no debate das novas tecnologias que formarão o futuro em torno da 5G e continuarão em crescimento vertiginoso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site