TELECOM

Eutelsat fica com posição orbital da Hughes e vai oferecer banda larga

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/03/2012 ... Convergência Digital
A francesa Eutelsat, maior operadora europeia de satélites, levou a melhor na disputa pela última posição orbital oferecida pela Anatel – em leilão que precisou ser retomado após a saída da HNS Americas (da americana Hughes) de uma das “vagas” arrematadas em agosto do ano passado.

Com as ofertas da Anatel de posições para exploração da banda Ka, o objetivo da Eutelsat é semelhante aos demais concorrentes: “Queremos oferecer banda larga para uma comunidade o mais alargada possível”, resume o diretor-gerente Joaquim Pedro Lima.

Após uma disputa com a líder mundial Intelsat, que estacionou no lance de R$ 13,3 milhões, a vencedora arrematou a posição por R$ 14, milhões – acima da proposta inicial da Eutelsat, de R$ 6,4 milhões, mas bem abaixo dos R$ 35 milhões que a Hughes “ameaçou” pagar em agosto do ano passado.

A Eutelsat estuda lançar um novo satélite para ocupar a posição 65o Oeste, a primeira “brasileira”, apesar de já atuar no país com outros satélites, especialmente em radiodifusão e transmissão de dados para clientes corporativos, inclusive órgãos públicos.

“Já temos experiência. Na Europa, operamos alta capacidade de transmissão de dados na banda Ka, com ofertas de 10 Mbps, mas que podem chegar a 40 Mbps”, explicou o diretor da subsidiária brasileira, Eloi Stivalletti, sinalizando os planos para a operação local.

Hughes

O leilão de quatro posições orbitais foi realizado pela Anatel em agosto do ano passado, quando a HNS Americas (da Hughes) e a StarOne (Embratel) dividiram a vitória. Os mexicanos, porém, reclamaram que a posição escolhida pelos americanos (68,5o O) interferiria em uma das suas (70o O).

A HNS/Hughes, no entanto, preferiu não indicar uma posição alternativa e retirou a proposta de R$ 35,2 milhões que a fizera vencedora desse lote. A decisão da Anatel foi, assim, retomar a oferta do lote com as outras quatro empresas que dele participaram – ainda que, pelos valores originalmente oferecidos, SES e Hispamar (Oi) não pudessem fazer novos lances.

Teles e fabricantes trocam farpas por bloqueio de celulares

A 20 dias do prazo proposto pela Anatel, guerra de notas sinaliza que o assunto ainda não foi pacificado entre os principais atores. Dados das operadoras dão conta que, mensalmente, 1 milhão de novos celulares irregulares entram no mercado.

Grupo sueco vai comprar Nextel por US$ 200 milhões

Se correr como o planejado, após duas etapas de aportes na operadora, grupo AINMT, que atua na Suécia, Noruega e Dinamarca com a marca Ice, ficará com 60% da empresa brasileira. NII Holdings ficará com os outros 40%.

Correios vendem 14 mil chips e avançam para o Rio de Janeiro

Depois do início das operações em São Paulo, em março, e em Brasília, em abril, estatal lança o Correios Celular na capital carioca. Meta da empresa é vender 500 mil chips até dezembro e se tornar a maior MVNO do país.

Procon-SP notifica teles por desrespeito ao bloqueio de telemarketing

Telefônica, Tim, Claro, Oi, Sky e Nextel estão entre as 35 empresas que terão que prestar esclarecimentos sobre o descumprimento da lei estadual 13.226/08, que criou um ‘não perturbe’ para call centers.

Oi não poderá usar sobras de P&D em compromissos na compra da BrT

Maioria dos conselheiros da Anatel entendeu que não há como a empresa carregar para anos seguintes os valores superiores aos aportes prometidos.

Parecer do TCU não afeta os TACs em andamento na Anatel

Para o presidente da agência, Juarez Quadros, o Tribunal de Contas da União se manifestou especificamente sobre os termos de ajustamento de conduta com a Oi e a Telefônica. Quadros amenizou a situação. "As áreas técnicas seguem trabalhando".


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G