NEGÓCIOS

Associações comerciais se unem para baratear custo da certificação digital

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/03/2012 ... Convergência Digital

As associações comerciais do país estão se transformando em Autoridades de Registro com o objetivo de disseminar o uso do certificado digital entre as micro e pequenas empresas do país. O principal trunfo é a oferta de certificados por valores abaixo dos praticados no mercado.

Segundo a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), o movimento também é importante para a própria sustentação econômica das entidades, na forma da prestação de serviços.

“Temos o sistema computacional, temos a legislação. Falta a certificação digital conquistar os corações e mentes dos brasileiros”, sustentou o presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Renato Martini. Segundo ele, as associações rapidamente poderão virar os principais emissores da identidade digital.

Para isso, a CACB firmou um convênio com a Certisign para a emissão de certificados a pessoas físicas (e-CPF) e jurídicas (e-CNPJ). Os valores cobrados nesses certificados, com prazo de 12 a 18 meses, variam de R$ 160 e R$ 189.

Nesta segunda-feira, 12/3, representantes dos 27 estados foram a Brasília para mais um treinamento e restou evidente que ainda sobram dúvidas sobre a utilidade da ferramenta. Em alguns casos, acredita-se que o certificado digital poderia substituir todos os demais documentos.

O objetivo, de acordo com o coordenador nacional do Programa de Geração de Receitas e Serviços da CACB, Luiz Antônio Bortolin, é a formação de uma rede de 2,3 mil associações comerciais capazes de prestar esse tipo de assistência aos empresários, como a própria emissão do certificado.


Cobertura Especial do 2º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2017

Telebras desbanca teles e assume rede da Dataprev por R$ 292 milhões

Estatal assume rede que interliga 1,7 mil agências do INSS e data centers no lugar da Embratel, Telefônica, Oi e British Telecom.



Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do evento

Comissão mantém a intenção de cobrar ICMS do Netflix e WhatsApp

Relator da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, deputado Edmison Rodrigues, PSOL/PA, diz que há a intenção do governo federal de regular e tributar os serviços de valor adicionado.

TOTVS segura a liderança de ERP, mas SAP cresce nas PMEs

Em nenhum lugar do mundo uma empresa local tem mais de 1/3 do mercado como a TOTVS tem aqui", diz o professor Fernando Meirelles, da FGV. Oracle fica distante das rivais.

Investimento em TI resiste à turbulência da economia e da política

Em 2016, a média de aporte ficou em 7,6%, o mesmo percentual registrado em 2014 e 2015. Serviços é o segmento que mais investe em TI com 11%, com os bancos muito à frente, com 14%. Segundo a FGV, TI representa 8% do PIB do Brasil.

Windows engole o Linux e 'mata' open source nos servidores

O sistema operacional da Microsoft, que completou 32 anos, detém 97% do mercado nos usuários e 73% nos servidores empresariais. Nos Bancos de Dados, Oracle e Microsoft dominam o mercado empresarial.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G