GESTÃO

TIM, Telefônica e Oi estão na lista das 10 mais reclamadas do Procon/SP

Da redação ... 15/03/2012 ... Convergência Digital

A secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania Estado de São Paulo, Eloisa de Sousa Arruda, e o diretor – executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Lencioni Góes apresentaram nesta terça-feira, 15 de março - “Dia Internacional dos Direitos do Consumidor" – o Cadastro de Reclamações Fundamentadas em 2011.

O grupo Bradesco liderou o ranking das empresas mais reclamadas ao Procon-SP, seguido pela B2W - empresa responsável pelos sites de e-commerce Americanas.com, Submarino e Shoptime, Itaú Unibanco, LG. As operadoras de telecom figuram nesse ranking de reclamações: TIM aparece na 5ª posição, Telefônica, na 6ª posição, e Oi, na 7ª posição. No caso da Telefônica, houve uma grande melhora na performance, já que a operadora ocupou a primeira posição nos últimos dois anos.

De acordo com o ranking, a Telefônica recebeu um total de 835 queixas no ano passado. "Cercamos a empresa de diversas maneiras e ela se reorganizou internamente. Agora, vemos o resultado desse esforço", diz Selma do Amaral, diretora de atendimento do Procon-SP. Em 2011, a área de produtos (móveis, eletrônicos e vestuário, dentre outros) foi a que registrou maior número de reclamações fundamentadas (37%); seguida por assuntos financeiros (bancos, seguradoras, financeiras) com 28% e serviços essenciais (telecomunicações e energia elétrica, saneamento básico, dentre outros), com 17%.

O destaque foram os atendimentos em relação às compras feitas pela internet, incluindo sites de compras coletivas. Em comparação a 2010, houve aumento de 86% das queixas, principalmente sobre a falta de entrega e defeitos nos produtos adquiridos. O total de atendimentos para consultas, orientações e queixas no ano passado pelo Procon-SP foi de 727.229, aumento de 15% em relação ao registrado em 2010. Deste total, apenas 33.401 (4,59%) transformaram-se em reclamações fundamentadas. Os atendimentos geraram 137.694 encaminhamentos da Carta de Informação Preliminar (CIP) ao fornecedor. Nesta fase preliminar 76% dos casos foram solucionados.

Segundo o Procon-SP, um dos destaques negativos do ranking de 2011 foi o crescimento do número de reclamações sobre empresas e prestadoras de serviço cujos serviços são contratados pela internet. A quantidade de atendimentos cresceu 86,6%, totalizando 43.978 demandas no ano passado, ante 23.571 em 2010. "Isso representa a expansão do setor de e-commerce no Brasil, mas também o despreparo de muitas empresas para lidar com essa explosão", diz Paulo Arthur Góes, diretor-executivo do Procon-SP.

*Com Folha Online


Governo tem versão 2018 do ePING

Padrões de interoperabilidade são obrigatórios para todos os órgãos federais integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação.

Entenda o impacto da Lei complementar 157/16 no setor de Telecom

Legislação traz segurança jurídica às empresas, sustenta o advogado e coordenador do Comitê Tributário da ABDTIC, Luiz Roberto Peroba.

Novo ciclo da tecnologia é oportunidade real para as PMEs no Brasil

Para Marcia Ogawa, que lidera a área de tecnologia, mídia e telecomunicações da consultoria Deloitte, demanda crescente de internet deve ampliar fatia de provedores regionais. 

Lei 157 encerra conflito ICMS X ISS nos serviços de TICs

Para o coordenador do Comitê Tributário ABDTIC, o advogado Luiz Peroba, a Lei Complementar 157/2016, que atualizou a lista dos serviços sobre os quais incide o ISS, impede, agora, que Estados queiram bitributar os serviços.

EFD-Reinf: não é só o eSocial que vai mudar a gestão da sua empresa

As corporações que não estiverem preparadas para a transmissão online das informações vão estar sujeitas a multas que podem chegar a 300% do valor pago indevidamente ao Fisco.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G