Convergência Digital - Home

UIT adverte para atraso na padronização de cloud computing

Convergência Digital
Da redação - 18/03/2012

A UIT (União Internacional de Telecomunicações) produziu uma série de relatórios sobre o atual estado das iniciativas de padronização de cloud computing. A entidade identificou haver ainda uma série de falhas no processo de padronização, e ressaltou que estas precisam ser corrigidas.

Ao todo, o Focus Group em Cloud Computing da entidade produziu sete relatórios, cada um avaliando diferentes aspectos do ecossistema de computação em nuvem. Os estudos estão sendo apresentados em conjunto, sob o título de FG Cloud Report e, de acordo com a UIT, os padrões internacionais serão a chave para a formação de um mercado competitivo em cloud, um mundo onde os desenvolvimentos em nuvem oferecidos por diferentes fornecedores poderão interoperar.

Os relatórios, independentes mas complementares, produzidos pelo Focus Group foram:

1. Introdução ao ecossistema de cloud: definições, taxinomias, casos de uso e requisitos de alto nível.
2. Requisitos funcionais e arquitetura de referência.
3. Requisitos e framework de arquitetura para infraestrutura em nuvem.
4. Análise de falhas em gerenciamento de recursos em nuvem.
5. Segurança na nuvem.
6. Panorama dos SDOs (Service Data Objects) envolvidos em cloud computing.
7. Benefícios da nuvem para as telecomunicações e as perspectivas de TIC.

O quarto relatório - Análise de falhas em gerenciamento de recursos em nuvem – olha especificamente para as falhas no cenário da definição de padrões. O relatório diz que as áreas de TI deveriam estar procurando unir esforços que pudessem “traduzir ideias de serviço em ofertas de mercado, reduzir custos por meio de uma nova proposição de aplicativos e conteúdo existentes e adaptar-se suavemente às mudanças do mercado”.

Além disso, o relatório indica que os esforços deveriam ser concentrados na questão do gerenciamento da entrega de serviços, criando “um modelo de referência e uma arquitetura de referência para a construção dos blocos essenciais necessários para gerenciar a entrega da próxima geração de serviços”.

A UIT também identificou CaaS (Communication-as-a-Service) e NaaS (Network-as-a-Service) como duas novas categorias de serviços no universo cloud, que em breve devem se unir as já conhecidas IaaS, PaaS e SaaS.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Dataprev e Serpro vão prestar serviço pela nuvem pública

Objetivo é atender de forma unificada demandas distintas dos órgãos públicos. Empresas vão integrar orquestradores e planejam contratar serviços da Amazon, Google e Azure.

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site