GESTÃO

Software livre: ITI troca Mandriva por Ubuntu

Da redação ... 30/03/2012 ... Convergência Digital

O ITI - Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - responsável pelo Sistema Nacional de Certificação Digital, no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP-Brasil - decidiu trocar de sistema operacional, baseado no software livre. Sai o Mandriva e entra o Ubuntu. De acordo com o coordenador-geral de Planejamento, Orçamento e administração, Júlio César Pereira, a atualização foi necessária.

“Migramos do Mandriva para o Ubuntu, plataforma mais robusta e atualizada e que atende a política do Governo Federal de utilizar softwares livres. Já houve testes realizados pelos setores de informática e auditoria, cujos resultados atestam a segurança e a capacidade operacional do Ubuntu”.

A chefe de Gabinete do ITI, Adriana Fetter, confirma a avaliação do coordenador-geral. Fetter já utiliza o Ubuntu em sua estação de trabalho e diz se tratar de um sistema bastante prático e corporativo. “O Ubuntu é uma versão de sistema operacional mais intuitivo e mais interativo. Acredito que as melhoras serão sentidas à medida em que os colegas trabalho estiverem familiarizados com essa versão do sistema”, destaca.

Para o analista de Tecnologia da Informação do ITI, Halisson Gomides, haverá maior produtividade na manipulação da informação por parte dos usuários, reduzindo assim as solicitações de suporte. “Essa mudança traz em seu cerne o remodelamento da disposição das informações institucionais a partir de uma padronização, promovendo desta forma maior organização do ambiente digital corporativo”, destaca.

De acordo com Gomides, as otimizações também alcançarão os profissionais que prestam serviços de suporte de rede e helpdesk no ITI. “Os profissionais terão melhores condições de gestão e operação. Prevemos um impacto positivo no tempo de resolução de problemas, além de preparar nosso ambiente com vistas à plena adesão à nossa Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC) recém-publicada”, diz.

A migração do sistema operacional é uma das premissas do plano de ações para renovar a estrutura tecnológica do ITI. Também estão em curso alterações nas políticas de identificação virtual e maior autonomia na administração de conteúdos compartilhados pelos diversos setores do Instituto.


Banda larga não pode ser vista como custo nas prefeituras

A afirmação é do presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Marcel Micheletto. "As prefeituras podem ser protagonistas, mas temos que ter atitude e investir em TIC", reforça.

Governo fixa quadro da Telebras em 490 empregados, mas prevê cortar 60

Postos relativos aos funcionários cedidos, a maioria para a Anatel, serão extintos. Atualmente estatal conta com 392 empregados.

Receita libera manual para desenvolvedores testarem ambiente do eSocial

Até o dia 31 de julho, somente as empresas de TI terão acesso no ambiente de produção restrita. A partir de 1º de agosto, todas as demais empresas poderão acessar também. O portal Convergência Digital disponibiliza o manual dos desenvolvedores.

Internet das Coisas: empresas driblam entraves e 'donos dos projetos'

Mais do que investir em IoT como uma 'onda', as companhias precisam definir o que querem dos objestos conectados e dos dados coletados.

Para Claro, 700 MHz impulsionará adoção de IoT

Em entrevista à CDTV, Eduardo Polidoro, diretor de IoT na Claro Brasil, explicou que a telco está focando nos segmentos de carro conectado, cidades inteligentes e utilities para desenvolver soluções fim a fim 



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G