GOVERNO

Softex: Melhoria do software aumenta faturamento, clientes e projetos

Luís Osvaldo Grossmann ... 02/04/2012 ... Convergência Digital

Com a divulgação de um novo balanço sobre o programa de melhoria de processo do software brasileiro – MPS.BR – a Softex sustenta que as empresas que adotaram o modelo demonstraram melhoria nos indicadores de faturamento, número de clientes e de projetos, além do número de funcionários.

O MPS.BR, lançado em 2003, tem seu impacto medido a cada três anos. Na pesquisa sobre o ano passado, 133 empresas responderam os questionários eletrônicos e é com base nesses resultados que a Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro) comemora o desempenho.

“Foi possível observar novamente correlações positivas entre a maturidade das empresas no modelo MPS e o número de projetos (tanto no país quanto no exterior). As empresas de maior maturidade lidam com projetos maiores, apresentam menores erros em suas estimativas de prazo e se mostram mais produtivas”, diz o mais recente relatório.

O MPS é, portanto, uma iniciativa para melhorar a capacidade de desenvolvimento de software nas empresas brasileiras – e funciona no Brasil de forma semelhante ao modelo de referência CMMI (Capability Maurity Model Integration).

Um dos pontos destacados é que os investimentos na melhoria dos processos tem resultado direto no desempenho econômico das empresas. Metade delas aumentou seu faturamento nos últimos 12 meses o suficiente para recuperar completamente o investimento realizado na implementação e avaliação do MPS. Outras 38,46% informaram ter recuperado parcialmente o investimento realizado.

Também foi verificado o avanço das empresas na própria implementação do MPS, ou seja, nos três níveis de maturidade considerados: Pelo menos 29% das empresas pesquisadas melhorou nesse quesito, estando a maioria delas concentrada no nível intermediário.

“Até este momento já foi possível observar que a medida que as empresas adquirem maturidade também aumenta o número de clientes, número de projetos, número de funcionários, tamanho dos projetos e melhora a precisão de estimativa. Em contrapartida, observa-se um ligeiro aumento no tempo médio gasto nos projetos, que pode ser consequência do esforço gerencial adicional para lidar com todas estas variações positivas”, conclui o estudo.


Cobertura Especial do 2º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2017

Telebras desbanca teles e assume rede da Dataprev por R$ 292 milhões

Estatal assume rede que interliga 1,7 mil agências do INSS e data centers no lugar da Embratel, Telefônica, Oi e British Telecom.



Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do evento

Call centers alegam que aumento no PIS/Cofins cortaria 5% do faturamento

Segmento adere a grita do setor de serviços contra os estudos anunciados pelo Ministério da Fazenda de correção do tributo para compensar perdas de receitas.

Serpro/ITI iniciam atualização dos certificados SSL dos sites do Governo

Instituto Nacional de Tecnologia da Informação informa que serão emitidos certificados digitais na cadeia v2 pela ACSerpro para encerrar as menasgens 'esta conexão não é confiável' nos sites do governo federal. Entidade, no entanto, não divulgou um cronograma de atualização.

MCTIC precisa de R$ 2 bi para fechar ano e fala em 'pressão saudável' por recursos

"Temos que trabalhar, lutar e pressionar, porque não é um recurso que surge do nada. É um recurso muito disputado", advertiu o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Abinee:"Com a nova TLP, o futuro da indústria é bastante nebuloso no Brasil"

Associação da Indústria Elétrica Eletrônica sustenta que a nova Taxa de Longo Prazo (TLP), no lugar da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), aprovada na MP 777, vai afetar 69% das empresas do setor que utilizam financiamentos do BNDES como fornecedoras de máquinas, equipamentos, sistemas e componentes.


Acompanhe a Cobertura Especial do WCIT 2016

Fim da gestão do Governo dos EUA abre nova era para a Internet

Desde 1º de outubro, as funções técnicas da internet – nomes, números e protocolos – não envolvem mais um contrato da ICANN com o governo americano. “O Brasil influenciou nessa transição”, diz o secretário-executivo do CGI.br, Hartmut Glaser. 


Acompanhe a Cobertura Especial do WCIT 2016

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G