Convergência Digital - Home

Nuvem impulsiona venda de software da HP

Convergência Digital
Fabio Barros - 02/05/2012

O mercado corporativo está se cada vez mais próximo da computação em nuvem, o que significa demanda cada vez maior por gestão de TI que, em última instância, tem alavancado as vendas da HP Software no Brasil. Não por acaso, a unidade é a mais lucrativa da companhia, tanto no País quanto globalmente.

Para Silvio Maemura, vice-presidente da HP Software & Solutions no Brasil, a demanda cada vez maior pelos softwares da companhia demonstra a evolução do mercado em relação a adoção da nuvem. “Nosso portfólio hoje é composto por aplicativos para gerenciamento de informação e por aplicativos de gerenciamento de serviços de TI, áreas que crescem de importância com o uso da nuvem”, lembra.

Os primeiros são oriundos da aquisição da Autonomy, e permitem a análise de dados não estruturados. Já a gestão de TI começou com a aquisição da Mercury, e permite desde a identificação de problemas até a identificação do motivo da falha e automação da solução.

Para Maemura, são áreas que, se não forem bem cobertas pelas empresas, podem impedir sua ida para a nuvem. “Uma empresa que esteja planejando usar cloud computing no futuro deve estar pronta para gerenciar a infraestrutura, mesmo que seja de terceiros, e para lidar com um altíssimo volume de dados”, diz.

O executivo lembra que projetos relacionados à nuvem representam hoje cerca de 10% das vendas da área. “Esse percentual deve crescer muito a partir do ano que vem”, diz.

Ao mesmo tempo em que ajuda os clientes a se preparar para gerenciar suas nuvens, a HP Software também vem testando suas próprias ofertas em nuvem. “Temos uma oferta, de teste de aplicativos, que estamos oferecendo no modelo de SaaS: o cliente compra o código, especifica os requisitos e nós realizamos o teste”.

De todo modo, Maemura não acredita que todo o portfólio possa ser oferecido em nuvem. “Nossos aplicativos são muito específicos e ligados a áreas estratégicas das empresas e a nuvem funciona melhor com produtos comoditizados”, diz.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Computação sem servidor: ela está cada vez mais próxima

A Severless Computing vai colocar pressão nos fornecedores de hardware e software e exigirá uma guinada nos modelos atuais de negócios.

Data center como serviço: jornada digital repagina a oferta de TI

A TI e o centro de dados passam a ser geradores de serviços e não o proprietário da infraestrutura na evolução para a transformação digital.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Mão de obra é o "Calcanhar de Aquiles" da Inteligência Artificial

Por Eduardo Prado*

Em artigo exclusivo para o Convergência Digital, o consultor Eduardo Prado, mostra como os gigantes da tecnologia travam uma dura batalha para conseguir fidelizar os especialistas existentes. Ele também adverte: há uma busca desenfreada pela competência em IA.

A IA traz emoção e empatia às "máquinas"

Por Eduardo Prado*

Imagine se as tecnologias – assistentes virtuais (tipo Alexa da Amazon), veículos autônomos, aparelhos de televisão, frigoríficos conectados, telefones celulares – estivessem cientes das suas emoções? E se elas percebessem o seu comportamento não-verbal em tempo real?


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site