TELECOM

TIM reforça capacidade e vai pro leilão 4G

Ana Paula Lobo ... 27/04/2012 ... Convergência Digital

Apesar de sustentar a tese que não havia necessidade de fazer o leilão da frequência neste momento, o presidente da TIM, Luca Luciani, deixou claro que a operadora vai participar do processo de licitação. Segundo o executivo, 'a oferta segmentada desenhada pela Anatel não exclui nenhuma operadora'. Empresa também reforça capacidade do backhaul com substituição dos circuitos alugados em cobre por conexões com fibra. "Teremos 1,7 mil antenas conectadas com fibra no Rio e em SP. Até o final do ano, estaremos nas 12 capitais sedes da Copa do Mundo".

Luciani falou sobre o leilão 4G, logo depois do anúncio realizado pela Anatel, durante a teleconferência com a imprensa para a divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2012. O tema, como não poderia deixar de ser, dominou as perguntas de jornalistas e analistas. Mesmo sem detalhar como será a sua participação - expectativa é que a TIM não formule interesse real na compra da faixa de 450 Mhz - o presidente da operadora considerou as regras anunciadas pela Anatel como 'interessantes, uma vez que deixa espaço para investimentos pós-aquisição de licenças'. Reforçou ainda que a competição não será travada no preço da licença, mas, sim, no desenvolvimento da infraestrutura.

Mas o tom crítico à necessidade do leilão 4G este ano foi mantido. "Não vemos razão para fazer o leilão agora porque temos muito a crescer com o 3G e com o HSPA+, que aumenta a velocidade para 42 Mbits, mas trata-se de uma evolução natural do cenário e,claro, vamos acompanha-lo", afirmou Luciani. Um dos pontos altos da apresentação da TIM foi o anúncio que a operadora irá interconectar 1700 antenas com fibra no Rio e em São Paulo, até o final deste ano. Também começará a expandir a rede de fibra para as 12 capitais sede da Copa do Mundo.

"Estamos trocando os circuitos alugados, muitos deles, em cobre com velocidades de 8 Mbits, por uma rede de fibra, que em São Paulo, nos dará conexões de 300 Mbits", afirmou o presidente da TIM. E será nessas antenas que a operadora planeja instalar os sites para a oferta do 4G. "Sem capacidade, não há 4G. O nome do jogo segue sendo a transmissão". TIM também informou que até dezembro, metade das ERBs 3G instaladas em São Paulo serão migradas para o HSPA+, que aumenta a velocidade de download para 42 Mbits. A migração para o HSPA+, diz ainda Luciani, acontecerá em todas as capitais.

Resultados

A TIM registrou no 1º trimestre de 2012, um lucro líquido cresceu 30% (ano a ano) e atingiu R$ 276 milhões no primeiro trimestre, confirmando a consolidação de um modelo de negócios inovador, criado a partir da simplificação das ofertas para os segmentos de voz e dados e capaz de combinar crescimento de base com rentabilidade.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 1,2 bilhão no trimestre, alta de 13,2% ano a ano. O EBIT (lucro antes de juros e impostos) alcançou R$ 512 milhões, 46,4% superior ao registrado no mesmo período de 2011.

O crescimento da receita foi alavancado pela internet móvel e pelo aumento da penetração dos smartphones. A receita bruta cresceu 21,5%, totalizando R$ 6,6 bilhões no período (a receita liquida atingiu R$ 4,5 bilhões no período, com crescimento de 19,1%), baseada na aceleração dos dados: aumento de 56% na comparação ano a ano, atingindo um patamar de R$ 1 bilhão. A penetração de smartphones e tablets na base de usuários em um ano passou de 12,6% para 31%.

Os investimentos em infraestrutura nos primeiros três meses do ano totalizaram R$ 543 milhões, valor 83% superior ao aplicado no mesmo período de 2011. A empresa, portanto, continua a crescer a capacidade da rede voz e expandir a rede dados. A cobertura 3G atinge agora 512 cidades em todo o País, avançando no desafio de passar, até o fim de 2013, de 6 mil para 10 mil antenas.

O grande esforço do primeiro semestre, revela a TIM, é a integração da rede móvel da TIM com a rede de fibra da TIM Fiber, adqurida com a compra da AES Atimus, no ano passado, para expandir a capacidade: até hoje 1.030 antenas foram conectadas em São Paulo e Rio para atingir 1.477 até junho. Até o fim do ano serão 1.777 antenas conectadas à fibra.


Internet Móvel 3G 4G
Crise fez Brasil vender 2,8 milhões de celulares a menos em 2016

Foram comercializados 48,8 milhões de aparelhos, volume menor do que o de 2015, mas que ainda mantém o Brasil na quarta colocação do ranking mundial de países que mais vendem smartphones.

Grupo de credores rejeita novo plano de recuperação judicial da Oi

Os Comitês Diretivos do Comitê Internacional de Bondholders e do Grupo Ad Hoc de Bondholders da Oi 'se opõem de forma veemente aos termos propostos pela Oi, que deixa de tratar os credores de forma justa e equitativa'.

Polícia Civil desarticula esquema de "gato" de TV por assinatura em São Paulo

Quadrilha fornecia clandestinamente pacotes de TV paga para mais de cinco mil pessoas no Estado de São Paulo. Fraude atingia as operadoras Claro TV, Net e Sky.

STF exclui o ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins

Governo ameaça, agora, aumentar tributos para compensar a perda estimada em R$ 20 bilhões ao ano.

Proteste: Novo marco de telecom muda regra do jogo e ignora ganhos das teles

“O TCU destaca riscos associados ao processo de revisão do modelo, dano ao erário por inexatidão no cálculo e favorecimento a partes interessadas. Esse projeto foi feito sem transparência”, diz advogada da associação de defesa dos consumidores, Flávia Lefèvre.

Telefônica/Vivo: Das grandes concessionárias, três quebraram e uma terá déficit

“A Embratel quebrou em 2004. A Brasil Telecom e a Oi entraram em recuperação judicial. E a Telefônica, que tinha um estado mais fácil, será deficitária a partir do ano que vem”, diz o presidente da Telefônica/Vivo, Eduardo Navarro.

Febratel diz que nova Lei de Telecom 'não é um presente para as teles'

Entidade elenca pontos de discussões e ressalta que não há a transferência de patrimônio público para o privado e que todo valor a ser discutido passará pela Anatel e pelos órgãos de controle.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G