SEGURANÇA

Segurança: Usuário brasileiro é imaturo e desconhece riscos

Da redação ... 07/05/2012 ... Convergência Digital

O Brasil está entre os países nos quais o mercado de segurança residencial apresenta maior crescimento no mundo. De acordo com estudo da Frost & Sullivan, o segmento de segurança da informação para o usuário final se manterá aquecido nos próximos anos, é esperado uma taxa média de crescimento anual de 12,4% entre 2010 e 2016.

No ano passado, o segmento apresentou um crescimento de 15,1%, resultando em um faturamento total avaliado em R$ 88 milhões. Até 2016, as expectativas permanecem otimistas, prevendo um faturamento de R$ 154 milhões.

As empresas que tiveram maior destaque dentro deste mercado foram McAfee, Symantec, Trend Micro, Panda Security e Kaspersky, sendo que McAfee e Symantec, juntas, somaram pouco mais de 70% das vendas do segmento de segurança para usuários finais em 2011.

"O mercado de usuários finais brasileiro ainda está muito imaturo, principalmente no que diz respeito ao conhecimento das ferramentas de segurança e sobre a necessidade de soluções de proteção mais robustas. O crescente uso de redes sociais e de serviços online tornam os usuários cada vez mais vulneráveis e o campo ainda mais propício para a atuação de malwares num país que já se encontra dentre os líderes mundiais de ataques maliciosos", adverte Izabela Januário, analista de mercado da Frost & Sullivan.

Soluções de segurança gratuitas ficaram em evidência na amostra analisada, representando mais de 50% dos entrevistados. Identificou-se, também, que na escolha de soluções gratuitas o fator decisivo foi a opinião de outros indivíduos. No caso de soluções pagas este fator foi também o mais relevante, todavia em menor escala, já que os serviços oferecidos e a imagem da marca tiveram um papel importante.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Brasil está no top 4 do ataque hacker a organizações de 31 países

Os atacantes usaram sites comprometidos ou "watering holes" para infectar alvos pré-selecionados com malware ainda desconhecido. No ranking, Polônia, Estados Unidos, México e Brasil estão à frente da atenção dos hackers.

Ex-assessor de Obama assume presidência da Cyber Threat Alliance

Michael Daniel, que comandou os rumos da política de segurança cibernética na Casa Branca durante o Governo Obama, será o primeiro presidente da entidade, em sua nova fase como organização sem fins lucrativos, e que reúne as grandes empresas de Tecnologia da Informação.

Hackers cobram por ransomware em contas piratas do Netflix

Credenciais roubadas estão sendo oferecidas como moeda de troca para outros cibercriminosos.Os bilhetes de resgate exigem um pagamento de US$ 100 de Bitcoins (0,18 BTC) da suas vítimas.

Corretora brasileira não paga 'resgate' e tem dados de clientes vazados

A XP Investimentos teve os dados de aproximadamente 29 mil clientes roubados e divulgados por hackers, que cobraram um resgate - não pago - pela devolução das informações. As informações são dos jornais Folha de S.Paulo e Valor Econômico.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G