INTERNET

Banda larga: Qualidade será medida nos Pontos de Troca de Tráfego

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/08/2012 ... Convergência Digital

Em uma tensa reunião realizada na segunda-feira, 6/8, a Anatel tomou uma decisão muito importante em relação à Internet brasileira: desistiu de medir a qualidade das conexões apenas na rede de cada operadora e resolveu adotar o critério de que elas se darão nos Pontos de Troca de Tráfego administrados pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.br).

A decisão de fazer a medição nos PTTs foi oficializada em reunião do Grupo de Implantação de Processos de Aferição da Qualidade (Gipaq), responsável pela implementação do sistema que vai medir as velocidades das conexões dos usuários, conforme prevê regulamento aprovado pela Anatel no ano passado.

As empresas, por unanimidade, foram contra. Elas mantiveram a posição de que as medições deveriam ser “on net”, ou seja, restritas às suas próprias redes, para evitar interferências nos resultados. Mas tampouco apresentaram qualquer alternativa a essa escolha.

O Comitê Gestor da Internet, porém, sempre defendeu a necessidade de a medição ser feita em algum ponto fora das redes das próprias empresas. “Senão é como medir a qualidade de um PABX apenas pelas chamadas entre dois ramais, sem levar em conta a capacidade de fazer ligações externas”, chegou a comparar o conselheiro do CGI.br, Demi Getschko.

A própria escolha de pontos dentro das redes das empresas foi uma surpresa, quando adotada pelo Gipaq durante a seleção da empresa responsável pela medição. Isso porque a própria Resolução 574 da Anatel – o Regulamento de Gestão da Qualidade – determinava que “a medição deve ocorrer do terminal do assinante ao PTT”.

O resgate desse critério fortalece os resultados a serem obtidos a partir de 31 de outubro deste ano, quando começam as medições “oficiais” da qualidade das conexões – ou seja, aquelas que terão efeito de indicadores da Anatel para verificação de cumprimento de obrigações e, se for o caso, podem basear sanções contra aquelas empresas que descumprirem as metas.

Pelo regulamento da agência, as provedoras de conexões deverão garantir que a velocidade obtida pelos usuários não seja nunca inferior a 20% do contratado – e que, na média mensal dos acessos, não fiquem abaixo dos 60% previstos. Os percentuais serão ampliados a cada 12 meses até atingirem, respectivamente, 40% e 80%.

Em seleção realizada no início do ano, as operadoras elegeram a consultoria PriceWaterhouse Coopers, com suporte técnico da britânica SamKnows, como responsável pela medição. Para fazer isso, a SamKnows deverá instalar cerca de 12 mil equipamentos em residências de diferentes internautas – além daqueles nos PTTs. A busca desses 12 mil voluntários deve começar no próximo mês.

Com a decisão, os equipamentos de medição de redes serão instalados nos 20 PTTs existentes no Brasil – todos eles administrados pelo CGI.br: Americana-SP, Belém-PA, Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Campina Grande-PB, Campinas-SP, Caxias do Sul-RS, Curitiba-PR, Florianópolis-SC, Fortaleza-CE, Goiânia-GO, Londrina-PR, Natal-RN, Porto Alegre-RS, Recife-PE, Rio de Janeiro-RJ, Salvador-BA, São Paulo-SP, São José dos Campos-SP, e Vitória-ES.


TSE vai enviar intimações pelo WhatsApp e Facebook nas eleições 2018

Pelas plataformas serão encaminhadas intimações, notificações, citações ou pedidos para a tomada de providências que atendam ordens da Justiça Eleitoral. O serviço funcionará até a diplomação dos candidatos eleitos em 2018, que ocorrerá até o dia 19 de dezembro.

MP do Distrito Federal abre investigação contra YouTube, do Google

Foi instaurado um inquérito civil público para investigar a forma como a rede social trata os dados pessoais de crianças brasileiras. A investigação é conduzida pela Comissão de Proteção dos Dados Pessoais.

Senado divulga a versão final do PL de Dados Pessoais

Texto foi encaminhado à sanção presidencial e tem 30 dias para ser sancionado. Se passar sem vetos, a legislação entra em vigor, um ano e meio de pois da sua publicação no Diário Oficial da União. Acesse a íntegra do documento.

Facebook recebe multa máxima, mas baixa, por violar dados dos cidadãos da Inglaterra

Mas montante aplicado - cerca de US$ 650 mil - não é relevante para os cofres da rede social que, hoje, tem valor estimado em 590 bilhões de dólares. Para o órgão regulador britânico faltou transparência ao Facebook.

MP do Distrito Federal investiga venda ilegal de dados pessoais

Google, Yahoo, Baidu e Bing foram notificados para removerem o site 'Tudo sobre Todos' dos seus resultados de busca para conter a prática ilegal de venda de informações. O Mercado Livre foi notificado para suspender a conta pela qual são vendidos os créditos de acesso ao serviço.

Revista Abranet 24 . maio-junho-julho 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 A Convenção Abranet 2018 reuniu, na Bahia, cerca de cem empresas de internet. As discussões foram além do dia a dia e abordaram aspectos como planejamento, inovação e estratégia.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G