GESTÃO

Uruguai promulga Lei de Software Livre

Da redação ... 06/03/2014 ... Convergência Digital

A Lei de Software Livre do Uruguai, promulgada recentemente, tem como destaque a obrigatoriedade do Estado distribuir informações em pelo menos um formato aberto, padrão e livre. Softwares desenvolvidos e contratados pelo governo devem ser, preferencialmente, licenciados como livres ao serem compartilhados.A lei também considera de interesse geral que o sistema educacional proceda de forma a promover a utilização de software livre.

A entrada em vigor da legislação reforça o uso do Expresso V3, desenvolvido pelo Serpro, na Antel (empresa estatal de telecomunicações do Uruguai). Segundo a agência uruguaia, o caráter livre da solução foi um dos motivos pelos quais o V3 foi escolhido.

De acordo com o secretário executivo Deivi Lopes Kuhn, do Comitê Técnico de Implementação de Software Livre do Governo Federal (Cisl), a aprovação da lei é um grande passo para a adoção e o planejamento de software livre e serve de exemplo para a América latina. "E o desafio está em conseguir prioridade na administração pública para implantar a mudança", acrescenta Kuhn.

Outro ponto destacado por ele é que o fortalecimento do uso do software livre pelo país vizinho possa impulsionar a cooperação e o trabalho conjunto entre Uruguai e Brasil. “Quando trabalhamos com software livre, o conhecimento é compartilhado. Podemos cada vez mais trabalhar juntos para produzirmos tecnologia de maneira compartilhada e conjunta”, explica Kuhn


Governo tem versão 2018 do ePING

Padrões de interoperabilidade são obrigatórios para todos os órgãos federais integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação.

Entenda o impacto da Lei complementar 157/16 no setor de Telecom

Legislação traz segurança jurídica às empresas, sustenta o advogado e coordenador do Comitê Tributário da ABDTIC, Luiz Roberto Peroba.

Novo ciclo da tecnologia é oportunidade real para as PMEs no Brasil

Para Marcia Ogawa, que lidera a área de tecnologia, mídia e telecomunicações da consultoria Deloitte, demanda crescente de internet deve ampliar fatia de provedores regionais. 

Lei 157 encerra conflito ICMS X ISS nos serviços de TICs

Para o coordenador do Comitê Tributário ABDTIC, o advogado Luiz Peroba, a Lei Complementar 157/2016, que atualizou a lista dos serviços sobre os quais incide o ISS, impede, agora, que Estados queiram bitributar os serviços.

EFD-Reinf: não é só o eSocial que vai mudar a gestão da sua empresa

As corporações que não estiverem preparadas para a transmissão online das informações vão estar sujeitas a multas que podem chegar a 300% do valor pago indevidamente ao Fisco.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G