Home - Convergência Digital

Anatel espera que Claro, TIM e Vivo paguem mais R$ 423 milhões

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 30/09/2014

A arrecadação abaixo do esperado no leilão do 4G deve ser levemente compensada com R$ 423 milhões adicionais, a serem pagos por Claro, TIM e Vivo caso decidam “comprar” o bônus previsto no edital: o uso dos 700 MHz para cumprir metas assumidas no leilão de 2,5 GHz, em 2012.

“O ideal era vender todos os lotes, mas de qualquer forma garantimos um salto grande, tanto para a televisão como para telecomunicações. E podemos ter um acréscimo pelo uso da faixa para cumprir obrigações anteriores”, afirmou o presidente da Anatel, João Rezende.

A depender do bloco de frequências adquiridos no leilão do 2,5 GHz, foi estipulado um valor adicional para esse benefício – que são de R$ 155,1 milhões, R$ 134,2 milhões e R$ 133,7 milhões no caso das três operadoras que compraram nacos de 700 MHz e também estavam na disputa anterior.

No total, são R$ 423 milhões além dos R$ 4,9 bilhões que o Tesouro Nacional vai arrecadar com as outorgas das faixas licitadas nesta terça, 30/9. E embora faça sentido esse pagamento, nenhum dos presidentes de Claro, TIM e Vivo garantiu que fará uso dessa opção.

Rodrigo Abreu, da TIM, e Antônio Carlos Valente, da Vivo, só dizem que ainda estão analisando essa possibilidade. O presidente da Claro, Carlos Zenteno, explica que o custo financeiro nem é o ponto mais importante. “Mais que o valor, são os requisitos técnicos que pesam”, lembra o executivo.

É que a opção pelo “bônus” de usar qualquer faixa para cumprir metas de 2,5 GHz implica em dois compromissos: levar telefonia móvel aos distritos rurais com mais de mil habitantes – até 30km do distrito sede; e interconectar estações radio base com fibras ópticas até o fim de 2017.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/10/2018
4G está presente em 4164 municípios do Brasil

24/09/2018
4G já representa 42% do mercado móvel em todo o mundo

12/09/2018
4G: Belo Horizonte tem melhor cobertura, Porto Alegre maior velocidade

04/09/2018
Cobertura 4G cresce 44% em um ano e chega a 4122 municípios

30/08/2018
4G muda o perfil do consumidor e linhas pós-pagas chegam a 40%

07/08/2018
4G em 700 Mhz está liberado em todas as capitais

03/08/2018
Claro avança no 4G para chegar à TIM e à Vivo

01/08/2018
4G já alcança metade dos celulares no Brasil

01/08/2018
Vivo chega com VoLTE em 10 cidades

23/07/2018
Anatel libera uso da faixa de 700 MHz na cidade de São Paulo

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site