Convergência Digital - Home

Mackenzie: Nuvem desobrigou a TI de ficar 'apagando incêndios'

Convergência Digital
Ana Paula Lobo* - 06/04/2015

Para aumentar a colaboração entre quase 28 mil usuários, alunos, professores e funcionários da universidade e dos colégios Mackenzie estão usando o Office 365 da Microsoft, para apoiar as atividades de ensino e aprendizagem, além de funções administrativas.

O processo de adoção de uma suíte de colaboração na nuvem, como é o Office 365, começou a ser estudado pelo Mackenzie em 2011. A instituição já adotava algumas tecnologias para apoiar atividades pedagógicas e administrativas desde 1998. Na época, tudo foi desenvolvido com base em equipamentos e soluções internas, bem limitadas na escalabilidade e nos recursos de colaboração, resultando em restrições e insatisfação dos usuários.

“Enxergamos no Office 365 uma ferramenta importante tanto para alunos quanto professores colaborarem mais entre si. Sabemos que trocando experiências, os alunos podem aprender muito mais e a computação em nuvem é um instrumento fundamental por possibilitar isso de uma maneira dinâmica”, afirma José Augusto Pereira Brito, diretor de TI do Mackenzie.

De acordo com o executivo, o Office 365 também será protagonista no novo cenário de expansão do ensino a distância (EAD), já que facilita a interação entre os próprios alunos e também com os professores. Os estudantes já são adaptados ao uso de novas tecnologias, cada vez mais exigidas no mercado de trabalho. Este foi outro aspecto que chamou a atenção do Mackenzie, de acordo com Brito.

A empresa Programmers IT Service foi o parceiro Microsoft envolvido na implementação do Office 365 no Mackenzie, juntamente com a equipe de TI da instituição. “Era essencial termos um parceiro especializado que realizasse a capacitação da equipe interna e nos ajudasse a solucionar questões como a criação simultânea de milhares de novos usuários no ambiente Office 365, como ocorre no início de cada período letivo”, exemplifica o executivo do Mackenzie.

Agora, o Mackenzie passa por uma fase de estimular gradualmente o uso dos diferentes software que fazem parte do Office 365. Além do Lync, o SharePoint e a rede social corporativa Yammer, por exemplo, ganham mais espaço entre alunos, professores e funcionários.

Mudanças internas

A partir da adoção do Office 365, o Mackenzie também está completando a mudança de seu sistema de telefonia, migrando para um sistema de “comunicação unificada” integrado ao Microsoft Lync, permitindo fazer ligações de áudio, vídeo e colaboração através da conexão internet. Essa mudança trás economia de custos para a instituição, segundo Brito.

De acordo com o diretor de TI da instituição, o uso da suíte de produtividade online da Microsoft ajudou a tirar uma pesada carga de trabalho da equipe de TI da instituição, que antes sofria com vários tipos de pedidos e reclamações por parte de professores e funcionários, muitas vezes decorrentes de indisponibilidade do serviço e das limitações internas de capacidade. “Com o Office 365, conseguimos desonerar nossa equipe de TI. Você se desobriga de ‘ficar apagando incêndios’ e se concentra no que é o DNA do seu negócio, ou seja, a oferta de ensino de qualidade”, diz Brito.


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

Unimed Porto Alegre recupera 130tb de dados em três dias

Empresa criou uma força-tarefa para recuperar informações críticas ao negócio e iniciou a renovação do seu data center com a adoção do IBM Power, revela o gerente de TI da Unimed Porto Alegre, Antonio Fonini. A inteligência artificial também está sendo usada para combater as fraudes.

Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

Com 60 anos de história, a Via Varejo opera as marcas Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Bartira. Exatamente por essa cultura tradicional e pela complexidade de sua estrutura, qualquer grande mudança é uma tarefa bastante difícil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site