GESTÃO

Gestão pública: digitalização permite reduzir 62% dos gastos com impressão

Da redação ... 29/05/2015 ... Convergência Digital

A Secretaria de Gestão Pública (Segep) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) encerrou o processo de digitalização e migração de documentos de meios físicos para o Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Com oito mil processos no sistema, a Segep se torna a primeira secretaria a fazer a gestão documental integralmente pelo SEI.

A Segep estima reduzir em 68% os gastos com papel, em 62% os gastos com impressão, em 55% o custo com o aluguel de equipamentos de impressão, e em 100% o gasto com o material de montagem dos processos, como capas e grampos. Além da economia com estes insumos, o tempo médio da gestão de documentos e processos será reduzido em 90%.

A equipe da secretaria tem sido procurada por representantes de outras unidades do MP para relatar a experiência e o modelo de trabalho utilizado para a digitalização dos processos. Foram três meses de trabalho de digitalização e inserção no SEI de todos os processos e documentos que requeriam análise para a tomada de decisão ou que necessitassem de tramitação, além de documentos remetidos para o arquivo ou aos órgãos externos à secretaria.

Segundo a titular da Coordenação Administrativa e de Informação (Coadi), Rosângela Alves, o trabalho só foi possível graças à parceria entre os servidores da coordenação e dos departamentos. “Se fosse feito sem esse engajamento conjunto, levaríamos mais de um ano para estarmos integralmente no SEI. É uma vitória da integração da Segep”, comemorou. Ao todo, foram envolvidos 26 servidores de quatro departamentos no grupo de trabalho que tratou do tema.

*Fonte: Ministério do Planejamento


Governo busca interesse dos órgãos federais em postos para carros elétricos

Acordo entre o governo federal e o governo do Distrito Federal já prevê a instalação de seis ‘eletropostos’, mas demanda pode aumentar esse número.

Governo chega à marca de 1 mil serviços públicos digitalizados

Desempenho mantém em curso a meta de digitalização total de 3,8 mil serviços até 2022. 

Intelit: LGPD não é um único software que vai resolver tudo

A governança do processo de dados é crucial para uma boa implementação da legislação, sustenta o CEO da Intelit, Lincoln dos Santos Pinto. Segundo ele, o atraso da grande parte das empresas decorre da falta de dinheiro e da incerteza sobre a vigência da lei.

Intelit: Compras públicas têm de abrir espaço à inovação e às startups

O CEO da prestadora de serviços de TI, Lincoln dos Santos Pinto, observa que um processo de compra pública leva em torno de seis meses, o que atrasa a inovação. Sobre a venda do Serpro e Dataprev, lembra da LGPD e defende o Estado como tutor dos dados pessoais do cidadão.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G