GESTÃO

São Paulo terá projeto piloto de logística reversa de eletrônicos

Da redação* ... 11/09/2015 ... Convergência Digital

Um acordo entre o governo brasileiro e a agência japonesa de cooperação (JICA) vai tentar apoiar o setor de eletroeletrônicos na implementação da logística reversa – prevista na política nacional de resíduos sólidos, mas ainda não implementada.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, além de treinamento, o acordo estabelece a realização de um estudo diagnóstico da situação dos resíduos eletroeletrônicos no município de São Paulo, bem como a realização de um projeto piloto na maior cidade do país.

Uma primeira equipe com representantes do próprio MDIC, do Ministério do Meio Ambiente, prefeitura de São Paulo, as associações industriais (Abinee e Eletros) e de varejistas (IDV) e da cooperativa paulista de catadores (Coopermiti) esteve em Tóquio entre 25 de agosto e 5 de setembro para participar dos treinamentos.

Segundo o MDIC, “a programação incluiu palestras e troca de experiências com representantes do governo japonês, de governos locais e associações de fabricantes de eletrônicos, visitas técnicas a plantas de reciclagem, sistemas de coleta, triagem e manufatura reversa”.

“Para que a logística reversa seja amplamente utilizada, é preciso envolver a todos os atores, especialmente a indústria e o comércio”, afirmou o diretor de competitividade industrial do MDIC, Igor Calvet. “Essa parceria é importante porque a logística reversa tem previsão legal, mas ainda não está implementada no setor de eletroeletrônicos”, completou.

* Com informações do MDIC


Carreira
Zona de conforto? Cuidado! Ela vai acabar com a sua carreira

A estagnação é péssima conselheira, adverte o headhunter Dalton Morishita. "Boa parte dos profissionais que escolhe a rotina se vitimizam quando algo dá errado e reclamam o tempo todo", diz.

eSocial Web tem nova funcionalidade para as empresas

Uma nova funcionalidade foi implementada no eSocial: a possibilidade de bloquear o ambiente web para edição, ou seja, não permitir a inclusão, alteração, retificação e exclusão de eventos.

Governo expande eSocial para empresas do Simples e MEI até novembro

Mas quem tiver ajustado os sistemas e quiser ingressar já no novo regime, poderá fazer a partir de segunda-feira, dia 16/07. Para as demais empresas privadas do país - que possuam faturamento anual inferior a R$ 78 milhões – o eSocial torna-se obrigatório a partir da próxima segunda-feira (16/7).

Receita Federal: Certificado Digital só é exigido no eSocial de quem já tinha essa obrigação

Por meio de nota oficial, o Fisco esclarece que o novo regime não cria nenhuma obrigação extra para o contribuinte.

eSocial: Governo flexibiliza a entrega das micro, pequenas e MEIs

Resolução vai permitir a entrega dos dados até o fim de outubro para quem não conseguir enviar nas datas escalonadas de julho e setembro. Prazo para a entrega dos dados no novo regime começa no dia 02 de julho.

TST abre código-fonte de sistema desenvolvido para o eSocial

O regime fiscal passa ser obrigatório para o setor público a partir de 1º de janeiro de 2019. Tribunal levou um ano e meio para desenvolver o sistema e dedicou 12 servidores exclusivos. "É um recurso humano precioso e caro. Tem de trabalhar para toda a administração pública", afirmou o secretário de TI do TST, Humberto Magalhães Aieres.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G