GESTÃO

São Paulo terá projeto piloto de logística reversa de eletrônicos

Da redação* ... 11/09/2015 ... Convergência Digital

Um acordo entre o governo brasileiro e a agência japonesa de cooperação (JICA) vai tentar apoiar o setor de eletroeletrônicos na implementação da logística reversa – prevista na política nacional de resíduos sólidos, mas ainda não implementada.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, além de treinamento, o acordo estabelece a realização de um estudo diagnóstico da situação dos resíduos eletroeletrônicos no município de São Paulo, bem como a realização de um projeto piloto na maior cidade do país.

Uma primeira equipe com representantes do próprio MDIC, do Ministério do Meio Ambiente, prefeitura de São Paulo, as associações industriais (Abinee e Eletros) e de varejistas (IDV) e da cooperativa paulista de catadores (Coopermiti) esteve em Tóquio entre 25 de agosto e 5 de setembro para participar dos treinamentos.

Segundo o MDIC, “a programação incluiu palestras e troca de experiências com representantes do governo japonês, de governos locais e associações de fabricantes de eletrônicos, visitas técnicas a plantas de reciclagem, sistemas de coleta, triagem e manufatura reversa”.

“Para que a logística reversa seja amplamente utilizada, é preciso envolver a todos os atores, especialmente a indústria e o comércio”, afirmou o diretor de competitividade industrial do MDIC, Igor Calvet. “Essa parceria é importante porque a logística reversa tem previsão legal, mas ainda não está implementada no setor de eletroeletrônicos”, completou.

* Com informações do MDIC


Governo não flexibiliza e mais de 700 mil empresas podem ser excluídas do Simples

A não regularização dos débitos poderá acarretar a exclusão do regime a partir de janeiro de 2019, mas não há facilidades - como houve o REFIS para as grandes empresas - para a quitação da dívida.

Azul Seguros: erra quem descarta o legado na transformação digital

O CIO da seguradora, Paulo Cesar Imelk, diz que falar é fácil, mas fazer a transformação digital acontecer é muito difícil. "No nosso caso, estamos indo a passos de bebê. Não há guinada", observa.

Decreto amplia uso da terceirização no serviço público

Nova norma cria algumas exceções à terceirização e deixa à cargo do Ministério do Planejamento definir o que poderá ser objeto de “execução indireta”.

Haroldo, o robô da defesa do consumidor, atendeu mais de 12 mil brasileiros

Criadora do bot, em quatro meses, obteve R$ 6 milhões em concessão de direitos. Na prática, o Haroldo ajuda as pessoas a recuperarem danos causados por empresas e identifica causas comuns, o que acaba por reunir pessoas que têm queixas contra uma mesma organização.

eSocial: Receita diz que 88% das grandes empresas aderiram ao regime

Segundo o Fisco, das 12,1 mil empresas com faturamento maior que R$ 78 milhões, 10,7 mil conseguiram fechar a folha de pagamentos no prazo.




  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G