INTERNET

Velocidade média da Internet no Brasil é de 3,6 Mbps

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/09/2015 ... Convergência Digital

Novo relatório trimestral da Akamai, empresa especializada em serviços de nuvem e redes de entrega de conteúdo (CDNs), indica que a velocidade média da internet no Brasil cresceu no segundo trimestre de 2015 e passou de 3,4 Mbps para 3,6 Mbps. Melhor ainda, o aumento chega a 25% na comparação com um ano antes.

Esse desempenho, porém, não impediu a queda no ranking elaborado pela Akamai e que reúne entre 110 e 144 países (a depender da comparação anual ou trimestral). No acompanhamento trimestre a trimestre (144 países), o Brasil passou de 89ª para 90º.

Em relação à média de picos de conexão, o Brasil registrou 27 Mbps, aumento trimestral de 12% e de 32% em relação ao último ano. Nesse caso, diferentemente da velocidade média, o país subiu da 82ª para 80ª posição no ranking global de picos de conexão.

O levantamento indica ainda que no Brasil, uma página da web é carregada em 6416 milissegundos com o uso de banda larga fixa. O desempenho é um pouquinho pior nas conexões móveis, com tempo médio de abertura de um site em 7324 ms.

No panorama geral, no segundo trimestre de 2015 a média global de velocidade de conexão manteve-se superior à considerada banda larga pela Akamai (4 Mbps), com 5,1 Mbps, e apresentou crescimento de 3,5% em relação aos três meses anteriores. A Coréia do Sul continua líder, com média de 23,1 Mbps.

Três asiáticos dominam o topo do ranking – além da Coreia, Hong Kong, com 17 Mbps; e Japão, com 16,4 Mbps. Os sete países seguintes, completando os 10 melhores colocados, são todos europeus: Suécia (16,1 Mbps), Holanda (15,2), Noruega (14,3), Latvia (14,2), Finlândia (14) e a República Tcheca (13,9).

Na América Latina, a velocidade média variou de 5,9 Mbps, no Uruguai, a 1,5 Mbps, no Paraguai. No ranking global, os países estão na 59ª; e 137ª colocação, respectivamente. Portanto, em 89º, o Brasil vê Uruguai, Chile, México, Argentina e Peru à frente. Costa Rica, Bolívia, Venezuela e Paraguai abaixo.

Quanto à adoção do IPv6, a Bélgica manteve sua liderança, com 38% de suas conexões à Akamai feitas por meio do protocolo. Os dois únicos países não europeus entre os Top 10 de adoção foram os EUA e Peru, sendo 19%; e 17%, respectivamente. 

O Brasil aparece em 20o, com 4,2% do tráfego em IPv6. No país, as empesas Net (com 6,7% do tráfego em IPv6) e GVT (3,4%) aparecem na listagem dos 20 maiores provedores de conexão por tráfego pelo novo protocolo. Teles americanas como Comcast (37%) e AT&T (35%) e a móvel Verizon (com 71% do tráfego em IPv6), lideram.


Assespro diz que Marco Civil da Internet já prevê acesso a dados de datacenters no exterior

Ao explicar a ação que move no STF ao Comitê Gestor da Internet, Assespro Nacional sustentou que em casos de pedofilia e ameaças à vida troca de informações com Judiciário é automática.

Internet Society: Empresas, não peçam desculpas. Cuidem dos nossos dados pessoais

Em carta aberta, a entidade se mostra desapontada, mas não surpresa com a violação dos dados de usuários do Facebook pela Cambridge Analytics."O que aconteceu é resultado do modelo econômico onde se colocam os interesses comerciais em primeiro lugar".

Booking, Decolar e Expedia fecham acordo com o CADE para terminar cartel de preços

Agências renunciaram à atual política de cláusula de paridade de preços e condições imposta a hotéis que ofertam acomodações em suas plataformas. Processo começou em 2016.

Justiça do Rio manda YouTube retirar 16 vídeos que difamam memória de Marielle Franco

Vídeos têm de ser retirados em 72 horas, além de multa de R$1 mil por dia em caso de descumprimento.

BNDES lança chamada para financiamento de IoT para saúde em abril

Iniciativa é a primeira resultante do Plano Nacional de Internet das Coisas. Ainda não há valores definidos para este chamamento, mas Finep tem R$ 3 bilhões para IoT.

Revista Abranet 23 . dez 2017 - jan/fev 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 Qual é a fórmula do sucesso? Boas práticas aplicadas por corporações bem-sucedidas sugerem um caminho a seguir. Entrevista com Tadao Takahashi. Discussão sobre a lei de proteção de dados avança. E mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G