Home - Convergência Digital

Brasil é campeão de lixo eletrônico na América Latina

Convergência Digital* - 01/12/2015

A quantidade de lixo eletrônico está crescendo em todo o mundo, atingindo mais de 40 mil kt de produtos eletrônicos descartados em 2014 – conforma indica um novo relatório do Instituto para Estudos Avançados de Sustentabilidade da Universidade das Nações Unidas (UNU-IAS) e da Associação GSM (GSMA), focado na América Latina.

A região é responsável por 9% de todo o lixo eletrônico do planeta e a maior parte dele é gerado pelas maiores economias, Brasil à frente. Com 1,4 milhão de toneladas no ano passado, o país representa mais de um terço do lixo eletrônico da AL (3,9 milhões de toneladas). É seguido pelo México (1 mil kt), Argentina (292 kt), Colômbia (252 kt), Venezuela (233 kt), Chile (176 kt) e Peru (147 kt).

Uma das conclusões é que ao longo dos próximos quatro anos, o lixo eletrônico gerado pela população da região vai crescer entre 5% e 7% ao ano, chegando a 4,8 milhões de toneladas até 2018. Ainda de acordo com o relatório, os celulares foram responsáveis por 189 kt de lixo eletrônico descartados em todo o mundo, dos quais cerca de 17 kt eram da América Latina – em linha com a média global de 0,5% do peso total.

Esse novo estudo tem uma abordagem diferente. “No passado, as estimativas de e-waste foram baseadas principalmente em uma correlação simples com o produto interno bruto de um país. Para este relatório, os dados atuais foram obtidos usando a abordagem de vida útil de vendas, o que é consistente com as definições internacionalmente aceitas”, diz o vice-reitor da UNU, Jacob Rhyner.

Segundo ele, “apenas um pequeno número de países da América Latina tem leis específicas sobre o lixo eletrônico: a maioria está atualmente desenvolvendo legislação, mas as infraestruturas adequadas de reciclagem também devem ser desenvolvidas em paralelo”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/02/2020
Lixo eletrônico terá 5 mil pontos de coleta até 2025

23/07/2019
Consulta pública para fazer valer o descarte de eletroeletrônicos

22/04/2019
Huawei recicla 850 toneladas de lixo eletrônico no Brasil

14/12/2017
Mundo gerou 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico

26/09/2017
Governo baixa novas orientações sobre logística reversa

02/08/2017
TVs de tubo e PCs de mesa viram sucata eletroeletrônica

06/07/2017
Brasil recicla apenas 2% do lixo eletrônico de TICs

22/09/2016
Ericsson coleta mais de 1200 toneladas de lixo eletrônico na América Latina

27/06/2016
Lixo eletrônico: um problema sem fim no Brasil

19/04/2016
Cooperativa retira TVs analógicas que seriam jogadas no lixo

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site