NEGÓCIOS

Contrato com a Google abre frente internacional para a brasileira Padtec

Ana Paula Lobo ... 05/05/2016 ... Convergência Digital

Reduzir o pessoal - pela primeira vez em 15 anos de existência – foi  uma das consequências da grave crise que abateu a fabricante brasileira Padtec na virada de 2014/2015, mas passada a fase de reestruturação operacional e revisão de linhas de produtos e de modelo de negócios, a Padtec aparece no cenário internacional a partir de uma decisão da Google: a fabricante será a gestora e executora do cabo submarino Júnior, que interligará São Paulo ao Rio de Janeiro. A solução terá aproximadamente 390 quilômetros de extensão e oito pares de fibras.  Previsão para a obra ser finalizada é final de 2017.

"A Google tem uma trajetória de abrir mercados ao não usar 'marcas' nas suas infraestruturas. Esse contrato nos permitiu vencer dois grandes rivais no mercado submarino e nos fez ver que fizemos a opção correta ao abandonar linhas de produtos que não estavam dando retorno para mirar a nossa especialidade. Temos um navio próprio para operação e manutenção de cabos submarinos. E tecnologia DWDM que países como a Rússia e a Índia não têm",conta o presidente da Padtec, Manuel Andrade, em entrevista ao portal Convergência Digital.

Se o mercado de cabos submarinos está aquecido – muito por conta da forte demanda da Internet – o segmento local segue em retração. Segundo Andrade, o momento, hoje, é muito semelhante ao de 2015, quando houve uma retração nas vendas para os grandes players, mas mostra um sinal positivo: os provedores Internet estão comprando e hoje já têm um forte impacto na receita da Padtec.

"Historicamente as grandes operadoras respondiam por 80% da receita. Hoje temos os provedores Internet e outros players construindo redes no Brasil. Isso nos trouxe um novo mercado e nos permitiu enfrentar essa retração das grandes", pondera Andrade. As OTTs, que aqui no Brasil ainda não estão investindo em rede, passam a ser um mercado a ser conquistado.

"Nos Estados Unidos, o Google tem rede de fibra. O Facebook anunciou que fará a dele. Acredito que mais à frente, outros também o farão. As OTTs não querem fazer negócios com as teles tradicionais. Vamos ter um novo e promissor mercado pela frente. O Brasil é um mercado consumidor forte e vai ter investimentos", preconiza o presidente da Padtec.

Mas há esperança para o segundo semestre. "Não tenho bola de cristal para definir esse ano com a crise política e econômica, mas, sinceramente, não dá para segurar mais. As redes precisam crescer e as operadoras sabem disso. O 4G está expandindo de forma muito rápida e exige infraestrutura. Nós, fabricantes temos que estar prontos e saber entender a demanda delas", completa  Manuel de Andrade.


Cloud Computing
Uma empresa utiliza, em média, 1295 serviços na nuvem

Relatório Netskope Cloud Report aponta que as três principais violações de política detectadas em serviços de nuvem corporativa incluem Prevenção a Perda de Dados (DLP), política de atividade na nuvem e, violações de atividade atípica.

Clientes acusam NegocieCoins, do Banco Bitcoin, de sumir com dinheiro das contas

Apesar de ter 200 ações correndo na Justiça, na sexta-feira, 09/08, a corretora seguia vendendo bitcoins operando um volume de R$ 3,2 milhões. Companhia diz ter sido alvo de uma tentativa de fraude, em processo de investigação pela Polícia Civil.

Com Brasil à frente, investimentos em busca de “unicórnios” são recorde na América Latina

Os investimentos de venture capital quadruplicaram, para US$ 2 bilhões, nos últimos dois anos. Valor já superado em sete meses de 2019.

Justiça não pode relativizar registro concedido pelo INPI

A 2ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que empresa de alimentos não poderia usar nome ‘Natura’, como reclamou a empresa de cosméticos. 

Passa a valer obrigação de reportar à Receita a compra e venda de criptomoedas

O Fisco relata que o mercado de moedas digitais no Brasil possui mais investidores que a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), que têm cerca de 800 mil pessoas cadastradas. Além disso, esse mercado movimentou, apenas em 2018, mais de R$ 8 bilhões no país.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G