Home - Convergência Digital

Criar reserva de mercado não é a saída para o profissional de TI

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 06/07/2016

A regulamentação da profissão de TI voltou ao debate no Rio Info 2016. Assespro Nacional, Softex, ABES, Fenainfo e TI Rio se posicionaram contrários à medida. Sustentam que a medida pode vir a ser uma 'camisa de força' para o setor, que luta para ser uma prioridade estratégica no desenvolvimento do Brasil.

"Bem-vindos matemáticos, médicos, dentistas e outros. Nós fazemos software. Precisamos ter múltiplos conhecimentos", reage o presidente da Assespro Nacional, Jeovani Salomão, ao falar sobre a possível  regulamentação da profissão de TI. para o executivo, é um erro pensar numa reserva de mercado.

A regulamentação da TI é um tema recorrente nos últimos 30 anos no Brasil, mas a cada ano que passa fica mais complexo regulamentar um setor que se torna mais transversal."Passou a época de regulamentar a profissão. Não é o momento de perder tempo em discutir um assunto que não se resolveu", pontuou Benito Paret, coordenador da Rio Info e presidente do TI Rio.

Para o presidente da Fenainfo, Márcio Girão, ao contrário de 'fechar', é preciso aumentar o escopo de atuação da Tecnologia da Informação. Segundo ele, discutir reserva de mercado para analistas de sistemas é um tema que não faz sentido.

Na área de TI, a diversidade de especialistas é crucial para o desenvolvimento de bons sistemas, diz Francisco Camargo, presidente da Associação Brasileira de Software. Segundo ele, para fazer um bom software de medicina será preciso ter médicos envolvidos. "Software domina o mundo e ele só é bem feito se houver múltiplas cabeças pensando e produzindo".



A regulamentação da profissão de TI não é um tema que venha a ajudar num  momento que se quer a TIC como prioridade nacional, pondera o presidente da Softex, Rubén Delgado. Segundo ele, o déficit de mão de obra qualificada na área será uma constante. "As tecnologias evoluem muito rápido. Não há como acompanhar".

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis
LEIA TAMBÉM:

07/08/2017
Rio Info 2017 promove 8ª edição da competição global de Inovação

31/07/2017
Rio Info vai ao interior para consolidar TI fluminense

01/02/2017
Regulamentação da profissão de Informática está na pauta do Senado

27/10/2016
Alta cobrança gera estresse para os profissionais de TI

24/10/2016
Debate sobre regulamentação da profissão de TI vai ter âmbito nacional

24/10/2016
Seprosp: quanto menos reservas, mais crescimento para a TI

24/10/2016
ABES quer diálogo aberto para discutir a regulamentação da profissão de TI

24/10/2016
SBC: Profissional de TI não deve ficar subordinado a sindicato ou conselho

20/10/2016
TI não é trivial, exige responsabilidade e valorização profissional

15/10/2016
Profissional de TI precisa entender as responsabilidades da função

Destaques
Destaques

Globo.com usa algoritmos para definir o que o leitor vai ler

Empresa conta com uma equipe com múltiplas habilidades – matemática, estatística, computação – no lugar de um time de cientista de dados. Modelo, no entanto, enfrenta resistência interna.

Setor quer marco legal para software nos moldes do Marco Civil da Internet

Legislação - que seria um conjunto de regulamentações - estaria associada à Lei de Patentes, à Lei de Inovação e à Lei de Compras Públicas de software, revela Gilberto Martins de Almeida, da GMA Advogados.


Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site