Home - Convergência Digital

GSMA: Uso de dados exige flexibilidade da autorregulamentação

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 12/09/2016

A economia baseada em dados precisa dar mais espaço para a indústria encontrar o caminho das melhores práticas. Assim entende o gerente de política regulatória da GSMA, Philipe Moura, ao sustentar que falta autorregulamentação no cenário. 

Ao participar do 30º Seminário Internacional da ABDTIC, realizado em São Paulo, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, ele defendeu que “para garantir a privacidade e a proteção de dados em diferentes mercados, tendo objetivo de gerar confiança para os consumidores, é importante a coexistência de três pilares: marco regulatório, padrões internacionais, autorregulação da indústria”. 

“Os padrões internacionais estão bem estabelecidos, há leis nacionais em abundancia, mais de 100 mundo à fora, mais ou menos prescritivas, e o que as vezes é o menos reforçado é a autorregulacao. A indústria se sente desencorajada, até porque os custos de compliance são muito altos. Se não há lei, há deficiências muito grandes, se há lei, ela preenche todos os buracos e engessa o futuro. A autorregulação pode ser a forma de achar esse meio-termo". Assistam.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/09/2016
Engessar o consentimento é um risco da Lei de Dados Pessoais

16/09/2016
Modelo de telefonia fixa no Brasil é arcaico e se esgotou

14/09/2016
Avanço tecnológico muda o conceito de dados anônimos ou sensíveis

14/09/2016
Globo: Regulação de VOD vai além da Ancine e exige legislação

12/09/2016
Tributar internet é justo, mas atual modelo tributário atrapalha

12/09/2016
Google: Marco Civil e sua regulamentação engessaram uso de dados

12/09/2016
Proteção do mercado nacional é prioridade da Ancine

12/09/2016
Marcha ré nas políticas em prol de TICs fecham mais de 50 mil vagas

12/09/2016
Para teles, peso dos tributos é esquizofrênico

12/09/2016
GSMA: Uso de dados exige flexibilidade da autorregulamentação

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site