INTERNET

Globo: Regulação de VOD vai além da Ancine e exige legislação

Convergência Digital ... 14/09/2016 ... Convergência Digital

O tema está no radar da Ancine há algum tempo e no fim do ano passado ganhou aval do Conselho Superior de Cinema: regras para a oferta de vídeo sobre demanda, ou seja, ferramentas como Netflix e similares. Mas para a Rede Globo, qualquer movimento nesse sentido exigiria mudanças na legislação. 

“A questão do vídeo sob demanda ensejaria no mínimo um debate legal. Qualquer discussão que se venha a ter sobre uma regulação, antes vamos ter que legalizar, no sentido de criar o marco legal necessário para se discutir inclusive atores que não podem ser alcançados por regulação da Ancine”, defendeu o diretor de regulação da Globo, o ex-conselheiro da Anatel Marcelo Bechara.

Ele lembrou que no fim do ano passado o Conselho Superior de Cinema concluiu que tem que criar uma regulamentação. “Entendo que não poderia ser uma instrução normativa, sequer um Decreto. Se for para fazer esse debate, deve ser através de lei, assim como foi a Lei 12.485/11, a Lei do Seac. Senão a gente poderia ter resolvido isso lá atrás”, emendou Bechara, que participou do 30º Seminário Internacional da ABDTIC, realizado em São Paulo, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro.

“Não dá para comparar TV por assinatura com serviços over the top. Um tem outorga, tem infraestrutura. O outro não tem. Seria importante talvez não regular um serviço, mas desregular o outro, antes mesmo de se criar um marco para o vídeo sob demanda.”


Projeto quebra o Marco Civil para dar mais poder ao Ministério Público e à polícia

Projeto de Lei quer que provedores abram informações- qualificação pessoal, filiação e endereço do suspeito - sem autorização judicial.

Exposição de fotos íntimas na Internet pode dar cadeia no Brasil

Plenário da Câmara aprovou projeto que modifica a Lei da Maria da Penha para tipificar a exposição indesejada na Internet. Matéria, agora, vai para o Senado.

PL quer responsabilizar provedor Internet por autoria de conteúdo

PL 6928/2017 propõe diversas alterações no Marco Civil e estabelece ainda a adoção da identificação de usuário na Internet por meio da certificação digital.

Compras na Internet: Brasileiro muda e opta pelo pagamento à vista

Os parcelamentos entre duas e seis vezes, opção mais usada em 2015, perderam vez para as compras à vista no cartão de crédito, opção escolhida por 46,2% dos consumidores.

Pequenos provedores encaram ‘morte súbita’ na saída do Simples

“Somos o único setor que tem aumento significativo. A carga máxima de ICMS dentro do Simples é 3,95%. Mas quando põe o pé fora do Simples é no mínimo 25%. Outros setores tem transições suaves. Para nós é a morte súbita”, diz o presidente da Abrint, Erich Rodrigues.

Revista Abranet 19 . Dez 2016 - Fev 2017
Veja a Revista Abranet nº 19 Há duas décadas nascia a Abranet, e o empreendedorismo e a inovação ainda hoje fazem parte da cartilha dos associados. Na era digital, novos desafios são lançados e exigem das empresas de Internet no Brasil um olhar atento ao futuro.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G