INOVAÇÃO

Brasil precisa captar as mentes brilhantes para fazer IoT acontecer

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 22/09/2016 ... Convergência Digital

A Internet das Coisas vai atropelar quem não estiver preparado, advertiu o diretor de novos produtos da WebRadar, Marco Vieira, ao participar da 16ª Rio Wireless, organizada pela Network Eventos, nos dias 13 e 14 de setembro, no Rio de Janeiro.

Ele defendeu replicar em IoT o modelo de software como serviço. "Ter internet das coisas como serviço é a entrada para os negócios. É preciso ser gradual", sustentou Vieira. Avançar em IoT significa ainda captar bons profissionais para o desenvolvimento.

"Temos programadores de alta qualidade. São de Informática e precisam entender do negócio", pondera o executivo da WebRadar.  Sobre o momento de Internet das Coisas no Brasil, Vieira diz que o ecossistema não está ainda formado.

"É preciso interagir mais", sugere. A WebRadar é uma empresa carioca, que tem entre os seus investidores Intel, Qualcomm Ventures e Citrix. Assistam a entrevista.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

EMBRAPII CPqD faz pedido de patente para solução de IoT e cidades inteligentes

Em parceria com a curitibana Exati Tecnologia, unidade criou um gateway para criar uma rede inteligente de iluminação pública.

Ceitec vende 1 milhão de chips para pagamento automático de pedágio

Desenvolvido pela estatal gaúcha, chip de identificação por radiofrequência começa a ser usado em São Paulo. 

Algar Telecom batiza centro de inovação digital como Brain

Iniciativa vai atuar em quatro pilares: internet das coisas (IoT), cyber security, cloud (SaaS) e digital.

Rio Info 2017 promove 8ª edição da competição global de Inovação

Em 2016, a vitória coube a um projeto de monitoramento agrário desenvolvido por uma equipe da Argentina. Inscrições estão abertas.O Rio Info 2017 acontece de 25 a 27 de setembro.

Ser global é uma obrigação para quem quer sobreviver no mercado de TICs

“Há 10 anos, a regra era fortalecer pontos fracos. Hoje, tem de capitalizar o que é bom e terceirizar o resto. Globalizaçao deve ser prioridade”, diz o vice presidente da Velocity Texas, David Fonseca. 



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G