Home - Convergência Digital

Ericsson coleta mais de 1200 toneladas de lixo eletrônico na América Latina

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 22/09/2016

A Ericsson coletou, na América Latina, 1.200 toneladas de equipamentos eletrônicos em fim de vida útil - hardware, baterias, cabos e outros componentes de infraestrutura de telecomunicações - por meio do seu programa mundial denominado Gestão Ecológica e Recuperação de Produtos, que procura reduzir ao mínimo as possíveis consequências ambientais relacionadas ao descarte de equipamentos eletrônicos pós consumo.

“Do material coletado, a empresa recicla cerca de 98% dos materiais, conseguindo reinseri-los como matérias-primas, como o aço em diversas indústrias, o plástico em garrafas e os minerais e como o cobre em tubulações", exemplifica Carla Belitardo, vice-presidente de Estratégia e Sustentabilidade da Ericsson America Latina. As tecnologias e dispositivos atuais têm um nível de renovação inédito e ficam obsoletos muito rapidamente. No entanto, poucas pessoas se perguntam onde todos esses equipamentos descartados vão parar.

Os países da região que mais contribuíram para as 1.200 toneladas de material recuperado em 2016 foram México, Panamá, Costa Rica, Brasil e Chile. Mundialmente, em 2015, foram recuperadas 15.590 toneladas de e-waste e 856 toneladas de pilhas. Em 2014, aponta o relatório da Ericsson, a América Latina produziu 9% do resíduo eletrônico (e-waste) do mundo, o equivalente a 3.900 quilotoneladas, de acordo com o último relatório da GSMA e o Instituto da Universidade das Nações Unidas para o Estudo Avançado da Sustentabilidade (UNU-IAS).

O estudo também revela que, durante os próximos quatro anos, a quantidade de resíduos eletrônicos gerados pela população da região aumentará entre 5% e 7% anualmente, com o prognóstico de que haverá quase 4.800 kt de e-waste até o ano de 2018. “Estamos fazendo parcerias com nossos clientes em toda a América Latina para a recuperação de equipamentos eletrônicos, para conscientizar o mercado sobre os resíduos eletrônicos e ajudar a garantir que o material que está chegando ao final da sua vida útil seja tratado de forma ambientalmente responsável”, reforçou Christian Murillo, diretor do Programa de Gestão Ecológica e Recuperação de Produtos da Ericsson para a América Latina.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/12/2017
Mundo gerou 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico

26/09/2017
Governo baixa novas orientações sobre logística reversa

02/08/2017
TVs de tubo e PCs de mesa viram sucata eletroeletrônica

06/07/2017
Brasil recicla apenas 2% do lixo eletrônico de TICs

22/09/2016
Ericsson coleta mais de 1200 toneladas de lixo eletrônico na América Latina

27/06/2016
Lixo eletrônico: um problema sem fim no Brasil

19/04/2016
Cooperativa retira TVs analógicas que seriam jogadas no lixo

01/12/2015
Brasil é campeão de lixo eletrônico na América Latina

11/09/2015
São Paulo terá projeto piloto de logística reversa de eletrônicos

21/05/2014
América Latina produzirá 5.175 kt de lixo eletrônico até 2015

Destaques
Destaques

Brasileiro cada vez mais assiste TV conectado à Internet

Pesquisa mostra que 46% dos entrevistados disseram que 'sempre' navegam na Rede enquanto assistem televisão. O smartphone é o dispositivo mais usado para navegar na Internet.

Celular é o meio mais usado para as transações bancárias

Pesquisa Febraban mostra que no mobile banking, as transações pularam de 18,6 bilhões para 25,6 bilhões, um incremento de quase 40%. Já as feitas pela Internet registraram pequeno crescimento passando de 15,5 bilhões para 15,8 bilhões em 2017.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A grande oportunidade da IA no negócio do carro conectado

Por: Eduardo Prado *

Os dados do seu carro vão valer ouro e não falta muito para isso, antecipa o consultor Eduardo Prado, em artigo exclusivo ao portal Convergência Digital.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site