INOVAÇÃO

BNDES: Em IoT, não dá para atirar para todos os lados

Convergência Digital ... 23/09/2016 ... Convergência Digital

A Internet das Coisas traz muitas oportunidades, especialmente para um país que precisa ganhar terreno em produtividade. Mas as próprias condições brasileiras impõem algum tipo de foco dentro dessa tecnologia tão ampla. Serão preciso escolhas. 

É o que defende a chefe de departamento de TIC do BNDES, Irecê Loureiro. “O Brasil não é rico, mas é grande. Como não somos ricos, não dá para sairmos atirando para todos os lados. A gente corre o risco de ficar pulando de vagão em vagão e não entrar em nenhum deles. A gente precisa fazer escolhas. Não vamos endereçar todas as verticais.”

Como sustentou na 16ª Rio Wireless, realizada nos dias 13 e 14 de setembro, no Rio de Janeiro, a IoT representa uma grande oportunidade de a economia brasileira ganhar produtividade. Mas há muito por saber. “A gente hoje não tem um número confiável para tratar com o assunto internet das coisas para o Brasil. Há uma sensação de oportunidade, mas não tem nenhum estudo sobre o Brasil”, diz a chefe de TIC do BNDES.  

“Temos que escolher se a gente vai para saúde, grandes cidades, indústria, logística, o dia a dia de uma casa, para a agroindústria. O que vamos priorizar? Onde tem mercado? A capacidade de oferta da indústria? Grandes problemas nacionais como saúde ou educação? E ainda temos o dilema das horizontais – diversos desafios de tecnologias como padrões ainda não estabelecidos, e também organizacionais, de políticas, de responsabilidade.”

Ela lembra que o país tem “vantagens naturais”, seja no agronegócio, em óleo e gás, em mineração. “Por outro lado, não temos acesso universalizado de banda larga. Temos grandes lacunas na inovação, na distância entre academia e empresas. O investimento privado em inovação é muito baixo. Temos um ambiente que não é bom para startups.”  Assistam a apresentação.

NOTA DA REDAÇÃO: LOGO APÓS O EVENTO, O BNDES INFORMOU A CONSULTORIA VENCEDORA DA LICITAÇÃO DO ESTUDO DE INTERNET DAS COISAS.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

EMBRAPII CPqD faz pedido de patente para solução de IoT e cidades inteligentes

Em parceria com a curitibana Exati Tecnologia, unidade criou um gateway para criar uma rede inteligente de iluminação pública.

Ceitec vende 1 milhão de chips para pagamento automático de pedágio

Desenvolvido pela estatal gaúcha, chip de identificação por radiofrequência começa a ser usado em São Paulo. 

Algar Telecom batiza centro de inovação digital como Brain

Iniciativa vai atuar em quatro pilares: internet das coisas (IoT), cyber security, cloud (SaaS) e digital.

Rio Info 2017 promove 8ª edição da competição global de Inovação

Em 2016, a vitória coube a um projeto de monitoramento agrário desenvolvido por uma equipe da Argentina. Inscrições estão abertas.O Rio Info 2017 acontece de 25 a 27 de setembro.

Ser global é uma obrigação para quem quer sobreviver no mercado de TICs

“Há 10 anos, a regra era fortalecer pontos fracos. Hoje, tem de capitalizar o que é bom e terceirizar o resto. Globalizaçao deve ser prioridade”, diz o vice presidente da Velocity Texas, David Fonseca. 



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G