Home - Convergência Digital

PJ é precarização da TI e autorregulamentação é um sofisma

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos - 23/09/2016

A regulamentação da profissão de TI é um sonho de muitos anos da categoria - o debate está à mesa desde os anos 70 - e, agora, com a evolução da Tecnologia da Informação o momento se faz oportuno para ampliar o debate, pondera o presidente do Sindpd São Paulo, Antonio Neto. Ele revela que pesquisa feita pelo sindicato, em parceria com o Datafolha, colocou a regulamentação da profissão de TI como tem prioritário para o profissional da área.

"Na pesquisa, esse assunto foi muito abordado. A verdade é que, hoje, quem se forma em TI se for fazer um concurso público, o diploma dele não vale muita coisa porque não é reconhecido", afirma Neto, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital. A autorregulamentação, proposta por empresas do setor, é rejeitada pelo sindicalista.

"A autorregulamentação é um sofisma. O Brasil é legalista. Se com a regra, muitos não cumprem, imagina na autorregulamentação",reage Neto. Já sobre a Pessoa Jurídica, o PJ, figura comum no mercado, o presidente do Sindpd São Paulo, é taxativo: "O PJ é patrão. Ele não é um trabalhador celetista. O PJ é unipessoal e é um modelo ilegal de contratação, tanto que o Ministério Público do Trabalho tem um comitê de fiscalização. o PJ é a precarização do trabalho".

Ciente que o tema não é uma unanimidade, o Sindpd São Paulo realiza nos dias 13 e 14 de outubro,
o Seminário de Pauta 2016, evento anual que analisa as reivindicações da categoria e norteia os debates da Campanha Salarial. E não por acaso, a regulamentação da profissão de TI será tema central dos debates."Vamos ter especialistas discutindo. É hora de dialogar. Outros sindicatos querem levar a discussão para seus Estados. Quem decidirá será a categoria", afirma Neto.

O evento terá cobertura especial do portal Convergência Digital. Os interessados devem se inscrever a partir de 20/09 no site do Sindicato.  As vagas são limitadas e as inscrições vão até o dia 3/10. Assistam a entrevista exclusiva com o presidente do Sindpd São Paulo, Antonio Neto, sobre o tema regulamentação da profissão de TI.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/08/2017
Hackathon Trinacional: time vencedor quer construir software para fazer a diferença

01/08/2017
Startups vão deixar de olhar para o umbigo do Brasil e vão buscar o mundo

01/08/2017
Manufatura Avançada: Brasil não pode agir apenas como um comprador na Indústria 4.0

01/08/2017
eSocial: empresas de TI precisam contratar seguro de responsabilidade civil

31/07/2017
Escolas de Engenharia têm currículos pífios de Ciência da Computação

31/07/2017
Faltam talentos para o Brasil aderir à era da transformação digital

27/07/2017
Oi usa robôs para monitorar qualidade do vídeo sob demanda

27/07/2017
Empresário de TI precisa sair da 'zona de conforto' e pensar o negócio global

18/07/2017
Passada a reforma trabalhista, é hora de aprovar a Lei de Telecom

13/07/2017
Dell EMC: Não existe software sem hardware na era digital

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Reforma trabalhista entra em vigor em novembro no Brasil

O presidente Michel Temer sancionou a reforma Trabalhista, sem vetos, mas garante que enviará uma Medida Provisória para dar mais transparência a pontos como, por exemplo, se haverá ou não a exigência de um prazo de 18 meses para o traballhador terceirizado ser recontratado. Presidente do TST, Ives Gandra Filho, diz que lei traz 'segurança jurídica'.

"O momento é de cautela. TI é uma profissão diferenciada", diz presidente do Sindpd/SP

Embora entenda a Reforma Trabalhista como um 'desmonte' dos direitos dos trabalhadores, o presidente do Sindpd/SP, Antonio Neto, recomenda a não precipitação aos profissionais de TI.

Transformação digital faz dobrar média salarial em TI

Os profissionais mais requisitados na área tdem sido analistas, coordenadores, gerentes e chefes de segurança. Remuneração praticamente dobrou em 12 meses.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site