INOVAÇÃO

IoT foge da prateleira e exige abordagem de software como serviço

Convergência Digital ... 26/09/2016 ... Convergência Digital

A internet das coisas é mais que uma onda, é uma revolução. Inclusive na forma de oferecer os produtos. Por um lado, há o promissor segmento da indústria 4.0, que vai obrigar a produção a se modernizar. “Não dá para ficar de fora. Se a indústria de telecomunicações já percebeu isso, a indústria de maneira geral vai ter que se dar conta”, alerta o diretor de novos produtos da WebRadar, Marco Vieira.

Ao participar da 16ª Rio Wireless, realizada nos dias 13 e 14 de setembro, no Rio de Janeiro, ele sustentou, porém, a necessidade de se enxergar o mercado da internet das coisas mais voltado a soluções customizadas, ou, como prefere demonstrar, na linha de soluções de ‘software as a service’, ou SaaS.

“O mercado IoT demanda soluções fim a fim. E dificilmente serão soluções de prateleira. Uma maneira de abordar, e no que estamos acreditando, é IoT como SaaS [software as a servisse]. Possibilita decisões baseadas em dados. E se traduz em experiência. E permite importar experiências de várias aplicações em diferentes ambientes para essa nova implementação. E reduz despesas e custos de propriedade”. Assistam.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Opinião
Por que devemos projetar chips no Brasil?
Rogério Moreira e Murilo Pessatti*
Opinião
BNDES e o impacto na Inovação
Cláudia Trindade Prates, João Paulo Pieroni e Luciano Machado*

Inovação que dá certo é a que une a grande empresa à startup

A burocracia é um grande entrave à inovação, mas o ponto mais crítico é a falta de interação entre o mercado e as boas ideias das startups, observam Rafael Duton e Alexandre Castro, do Oito, da Oi.

Oi investe em startups para ter 'inovação correndo nas veias'

Empresa ativou o Oito, hub de empreendedorismo e inovação no Rio de Janeiro.

Intel: Brasil fica fora dos mercados de IA, IoT e 5G se olhar apenas para o 'próprio umbigo'

"Não há como ser um ator global sem produzir tecnologia para a exportação", advertiu o diretor-geral,Maurício Ruiz. Empresa quer se redimir dos erros e garantir o protagonismo no 5G. Sobre produção local, mesmo com o boom das memórias, o executivo diz ser 'muito difícil'.

Satélite 100% elétrico da Eutelsat já está em serviço

Capacidade de banda KU será utilizada para oferecer serviço de TV em tempo real para passageiros em voo.

Agronegócio: 'Falta um waze para o agricultor'

A afirmação é do presidente da Agrotools, Fernando Martins, observando que há um grande potencial para startups inovarem no Brasil.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G