INTERNET

Fim do contrato com EUA impôs uma revisão de modelo à ICANN

Roberta Prescott ... 07/10/2016 ... Convergência Digital

Desde 1º de outubro, os Estados Unidos não estão mais à frente da supervisão das funções da Autoridade para Atribuição de Números da Internet (IANA, na sigla em inglês para Internet Assigned Numbers Authority), uma vez que encerrou o contrato da Administração Nacional das Telecomunicações e a Informação (NTIA), que pertence ao Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

Em entrevista em vídeo para o CDTV, Rodrigo de la Parra, vice-presidente para América Latina da ICANN, explicou que a transição ocorreu sem problemas. A ICANN, conforme Parra explicou em painel sobre governança da internet no Congresso Internacional de Tecnologia da Informação (WCIT 2016), que ocorreu em Brasília nesta semana, está contente com a mudança que era bastante esperada.

A ICANN surgiu em 1998 como uma iniciativa dos EUA para privatizar funções críticas do funcionamento da Internet a uma organização multissetorial. “Nunca houve de fato alguma ingerência dos EUA no dia a dia das operações daICANN. Mas, com muita razão, muitos governos diziam que, apesar de a ICANN  ser multistakeholder, ela tinha um problema [contrato com os EUA]”, disse. Com o término do contrato a prestação de contas da ICANN também foi reorganizada e a entidade passou a reportar para todos os organismos envolvidos, a nível global. Confira detalhes na entrevista.


Com alta de 15%, Brasil é o segundo maior alvo de ataques web no mundo

Novo relatório da Akamai aponta, porém, que o país caiu de terceiro para quinto no ranking de origem dos ataques online. 

Black Friday dá gás às vendas, mas fica longe do desempenho de 2016

Segundo levantamento da Ebit, vendas online cresceram 10,3%, contra alta de 17% em 2016. Nas lojas físicas, alta foi de 4,9%, conforme a Serasa, enquanto chegou a 11% no ano passado. 

Em Goiás, homem é condenado à prisão por compartilhar fotos no You Tube e no WhatsApp

Pena, no entanto, foi revertida para a prestaçaõ de serviços à comunidade. Homem divulgou fotos da ex-namorada em listas nas redes sociais por vingança.

'Vingança pornográfica" vai dar cadeia de dois a quatro anos

Avançou na CCJ do Senado o PL 18/2017, que adota punição mais rigorosa para o registro ou divulgação, não autorizada, de cenas de intimidade sexual de uma pessoal. PL seguiu em regime de urgência para o Plenário do Senado.

Consumidores ignoram termos de privacidade de dados no Brasil

E o consentimento tem sido a base legal para o processamento das informações, observou o sócio sênior da Accenture, José Moscati.

Revista Abranet 23 . dez 2017 - jan/fev 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 Qual é a fórmula do sucesso? Boas práticas aplicadas por corporações bem-sucedidas sugerem um caminho a seguir. Entrevista com Tadao Takahashi. Discussão sobre a lei de proteção de dados avança. E mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G