GESTÃO

TCU: Serviços digitais do governo precisam avançar muito

Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz ... 06/10/2016 ... Convergência Digital

O Brasil começou a caminhar em direção à digitalização, mas esse é um processo que precisa ser acelerado dentro do Estado, segundo avalia o presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz. Ele destaca passos importantes como os Decretos que tratam de governança digital e compartilhamento de dados, mas lembra que falta muito a desburocratizar. 

“As coisas têm acontecido, talvez não na velocidade que nós esperávamos. Já temos dois Decretos presidenciais que libertam o setor público para iniciativas em busca das tecnologias digitais, do compartilhamento de dados, da troca de informações, da integração na área de controle. Estamos avançado. Mas precisamos avançar mais rapidamente na desburocratização do Estado e na implantação definitiva da transparência.”

Ao participar do Congresso Mundial de TI, o WCIT 2016, realizado em Brasília, o presidente do TCU sustentou que o debate nacional e internacional ajuda a consolidar a agenda da digitalização e induz a administração federal a procurar um ritmo de preparação um pouco mais próximo do setor privado. 

“Esperamos muito em relação à qualidade dos serviços que o país presta através das políticas públicas. Esse evento é um passo importante porque consegue trazer ao Brasil não só especialistas nessa área mas congregar aqueles que querem discutir uma agenda nacional e internacional para a nova era digital”, afirmou. Assistam a entrevista concedida pelo presidente do TCU à CDTV, do portal Convergência Digital.


Carreira
Checou o celular numa entrevista de emprego? Deu ruim...

Especialista enumera oito dicas que podem ajudar e/ou  prejudicar em um processo de recrutamento. Para a headhunter da Trend Recruitment, Débora Lima da Cunha, a linguagem não falada representa 60% daquilo que o candidato comunica.

EFD-Reinf: entenda os prazos de entrega e os impactos nos ERPs

O envio das informações ao Reinf é de cunho obrigatório e deve ser feito por empresas jurídicas, mesmo imunes e isentas, que sejam responsáveis pela retenção de impostos.

STF não atende Fazenda e reafirma que ICMS não compõe a base do PIS e da Cofins

Colegiado da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal manteve integralmente a decisão do ministro relator, Marco Aurélio.

Haroldo: o robô especialista em defesa do consumidor

Empresa responsável diz que ferramenta é uma alternativa privada para a solução de conflitos que envolvem milhares de usuários lesados.

EFD-Reinf: A “irmã” do eSocial que a sua empresa precisa prestar a atenção

Assim como o eSocial, o módulo do SPED vai substituir obrigações impostas aos contribuintes e empregadores, entre elas, a DIRF – Imposto de Renda Retido na Fonte e a GFIP – Informações à Previdência Social.

Pagar imposto tem de ser menos complicado no Brasil

O governo digital é medida estratégica de desburocratização do governo, afirma o secretário executivo da Casa Civil, Daniel Siegelmann.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G