GESTÃO

TCU: Serviços digitais do governo precisam avançar muito

Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz ... 06/10/2016 ... Convergência Digital

O Brasil começou a caminhar em direção à digitalização, mas esse é um processo que precisa ser acelerado dentro do Estado, segundo avalia o presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz. Ele destaca passos importantes como os Decretos que tratam de governança digital e compartilhamento de dados, mas lembra que falta muito a desburocratizar. 

“As coisas têm acontecido, talvez não na velocidade que nós esperávamos. Já temos dois Decretos presidenciais que libertam o setor público para iniciativas em busca das tecnologias digitais, do compartilhamento de dados, da troca de informações, da integração na área de controle. Estamos avançado. Mas precisamos avançar mais rapidamente na desburocratização do Estado e na implantação definitiva da transparência.”

Ao participar do Congresso Mundial de TI, o WCIT 2016, realizado em Brasília, o presidente do TCU sustentou que o debate nacional e internacional ajuda a consolidar a agenda da digitalização e induz a administração federal a procurar um ritmo de preparação um pouco mais próximo do setor privado. 

“Esperamos muito em relação à qualidade dos serviços que o país presta através das políticas públicas. Esse evento é um passo importante porque consegue trazer ao Brasil não só especialistas nessa área mas congregar aqueles que querem discutir uma agenda nacional e internacional para a nova era digital”, afirmou. Assistam a entrevista concedida pelo presidente do TCU à CDTV, do portal Convergência Digital.


Carreira
Profissional do futuro simplesmente não existe

A advertência foi feita pela futurista Lala Deheinzelin, criadora do movimento "Crie Futuros". Segundo ela, já não se pode mais pensar em uma profissão ou em um profissional. É preciso imaginar células, cada uma com sua capacidade. A união de todas elas é que será, de acordo com a especialista, capaz de nos levar a um mundo desejável.

SEFAZ-SP elege outsourcing para atualizar infraestrutura de TI

Empresa de TI nacional, Cast Group, é responsável pela alocação de profissionais especializados para atender o ambiente de TI, responsável, entre outros, pela nota fiscal paulista.

EFD-Reinf é obrigatória para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões

Receita Federal ressalta que todos os contribuintes obrigados ao eSocial a partir de janeiro/2018 também estão obrigados à EFD-Reinf.

Anatel reduz orçamento para 2019

Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, valor proposto para custeio ficou abaixo dos R$ 200 milhões. Em 2018, sem contar despesas de pessoal, orçamento foi de R$ 205 milhões.

SAP e Oracle não decolam nas médias empresas. TOTVS não avança nas grandes

Inteligência analítica - resultado das aplicações de BI e de BA - é responsável por boa parte do lucro dos principais fabricantes de software no Brasil. Em ERP, Totvs, SAP e Oracle dominam o mercado com 81%. Em IA, IBM e Microsoft aparecem no top 5, mas bem atrás das rivais.

Linux segue 'engolido' pelo Windows. Cobol sustenta mercado entre programadores

Open source estagnou em 16% nos sistemas operacionais de servidores e o Windows cresceu para 75%. Nas linguagens de programação, o VB.Net é líder e aparece bem à frente da Java. Em banco de dados, a Microsoft 'surra' a Oracle nos usuários finais, mas rival vira o jogo nas empresas.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G