GESTÃO

Inteligência artificial chegou para mudar o atendimento ao cliente

Por Fábio Barros e Rodrigo dos Santos ... 07/10/2016 ... Convergência Digital

Um estudo da consultoria Frost&Sullivan, apresentado durante o evento realizado pela Aspect, em São Paulo, mostra que as empresas latino-americanas precisam se adaptar a uma nova realidade, marcada pelo crescimento constante, mas com taxas baixas. Segundo Maiara Munhoz, analista sênior de digital transformation da consultoria, este cenário é o que a Frost chama de “novo normal”.

"Viemos de uma década muito boa de crescimento na América Latina,mas, hoje, o momento econômico mudou e é preciso se adaptar à realidade", explica Maiara Munhoz. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, a consultora conta como as empresas devem tirar proveito de tecnologias disruptivas para atender às novas expectativas de consumo.

Maiara Munhoz destaca duas delas: a inteligência artificial e a computação cognitiva. "Aplicadas ao contact center, essas inovações vão mudar a maneira de fazer o atendimento ao cliente". Assistam a entrevista.


Carreira
Dissídio TI : Patrões dizem não à arbitragem pública sugerida pelo TRT de São Paulo

Sindicato patronal rejeitou a proposta feita pelo desembargador relator Davi Furtado Meirelles de que o dissídio coletivo fosse transformado em arbitragem pública. Seria a primeira a acontecer no Brasil depois da aprovação da nova Lei Trabalhista.

Governo não flexibiliza e mais de 700 mil empresas podem ser excluídas do Simples

A não regularização dos débitos poderá acarretar a exclusão do regime a partir de janeiro de 2019, mas não há facilidades - como houve o REFIS para as grandes empresas - para a quitação da dívida.

Azul Seguros: erra quem descarta o legado na transformação digital

O CIO da seguradora, Paulo Cesar Imelk, diz que falar é fácil, mas fazer a transformação digital acontecer é muito difícil. "No nosso caso, estamos indo a passos de bebê. Não há guinada", observa.

Decreto amplia uso da terceirização no serviço público

Nova norma cria algumas exceções à terceirização e deixa à cargo do Ministério do Planejamento definir o que poderá ser objeto de “execução indireta”.

Haroldo, o robô da defesa do consumidor, atendeu mais de 12 mil brasileiros

Criadora do bot, em quatro meses, obteve R$ 6 milhões em concessão de direitos. Na prática, o Haroldo ajuda as pessoas a recuperarem danos causados por empresas e identifica causas comuns, o que acaba por reunir pessoas que têm queixas contra uma mesma organização.

eSocial: Receita diz que 88% das grandes empresas aderiram ao regime

Segundo o Fisco, das 12,1 mil empresas com faturamento maior que R$ 78 milhões, 10,7 mil conseguiram fechar a folha de pagamentos no prazo.




  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G