GOVERNO

Brasil precisa de agenda digital sólida para crescer em tecnologia

Roberta Prescott ... 11/10/2016 ... Convergência Digital

Ter uma agenda digital sólida, desenhada de forma participativa, que tenha iniciativas claramente definidas e conte com os recursos financeiros é um pilar fundamental para o País que quiser desenvolver o setor de tecnologia da informação e comunicação, segundo explicou Miguel A. Porrúa, especialista-líder em e-government do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em entrevista em vídeo ao CDTV, durante o congresso mundial WCIT 2016, realizado na semana passada em Brasília (confira cobertura completa). 

Porrúa também destacou a necessidade de se fomentar a cultura do empreendimento, transmitindo às pessoas jovens que criar negócios é positivo, e criar um ecossistema que gera a demanda, como, por exemplo, assegurando que o custo de conexão à internet tenha a preços acessíveis à população.

O especialista reforçou, assim como disse Soumitra Dutta, reitor da Escola de Pós-Graduação Samuel Curtis Johnson na Universidade de Cornell (EUA), que o Brasil tem de possuir uma marca ligada à tecnologia e ser visto como potência no setor. Como exemplo, Porrúa  citou os exemplos do Uruguai, Colômbia e Israel. “Tem de conectar a agenda TIC com a agenda do País, com as prioridades do governo”, salientou. Assistam.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.

Ex-VP de TI da Vivo assume comando da Dataprev

Christiane Edington, que ficou oito anos à frente da área de tecnologia da operadora, tomou posse na quinta, 28/2, durante reunião do conselho de administração da estatal.

Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

“Queremos implantar parcerias e empreender novos ritmos, com metas atingíveis e consolidar o nome da Telebra”, afirmou o novo presidente da estatal, Waldemar Ortunho Junior, em primeiro encontro com funcionários. Ministro Marcos Pontes participou da reunião.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G