TELECOM

Teles ainda não entendem quais serviços os adolescentes querem no Brasil

Roberta Prescott e Rodrigo dos Santos ... 11/10/2016 ... Convergência Digital

Existe uma relação frágil entre as operadoras de telefonia e os jovens brasileiros, uma vez que as elas ainda não entenderam o que os jovens realmente anseiam de uma telco. A constatação faz parte de um estudo global da Amdocs sobre o comportamento e as expectativas dos adolescentes (entre 15 e 18 anos) hoje e foi explicada em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, por Kan Wakabayashi, diretor de serviços da Amdocs.

Digital é a lente pela qual os adolescentes enxergam os outros e a si mesmos, sendo 52% checam suas contas nas mídias sociais como primeira atividade do dia, para 43% os smartphones lhes tornam mais inteligentes, atraentes e descolados e 30% disseram que provavelmente não manteriam contato com alguém sem contas no Facebook ou WhatsApp.

“Os jovens buscam a personalização; querem se destacar perante os outros”, destacou Wakabayashi, durante apresentação para imprensa nesta terça-feira, 11/10. Realidade aumentada e dispositivos vestíveis também estão em alta — um exemplo é o sucesso recente do Pokémon Go. No estudo, 53% disseram que usariam wearables para ter controle sobre coisas, casa e carro.

Um dos dados que mais chamaram a atenção é o fato de 78% dos entrevistados terem dito que gostariam de ter um dispositivo conectado à Internet implantado nos seus braços. Wakabayashi explicou que alguns usos citados pelos jovens incluem o monitoramento remoto da saúde.   

Entre os jovens, a comunicação tornou-se mais rica, porém, mais concisa. Conteúdo, contexto e intenção ditam canais e interações. Para expressar seus sentimentos 47% preferem emojis e 45%, postar fotos; 29% nunca ou não lembram quando escreveram uma carta a mão.  

Com relação à interação com as operadoras, plataformas multicanal tendem a ganhar espaço, mas, de acordo com Wakabayashi, a interação humana ainda permanece essencial. “O omnichannel é um desejo deste grupo, mas eles ainda valorizam o contato humano, como contatar alguém do call center ou ir a uma loja para resolver algum problema.”

O diretor reconhece que manter a jornada do cliente de maneira contínua no atendimento multicanal ainda é um grande desafio para as operadoras hoje, mesmo existindo mais tecnologias disponíveis. Assistam a entrevista com o diretor de Serviços da Amdocs, Kan Wakabayashi.



Internet Móvel 3G 4G
Aumento de 44% nos ataques aos smartphones no Brasil

DFNDER Lab, da PSafe, diz que de julho a setembro, os ataques malware chegaram a 5,58 milhões. Links maliciosos passaram dos 100 milhões no ambiente móvel.

Recuperação judicial: Oi mantém proposta de parcelar dívida com Anatel em até 20 anos

Operadora também prevê negociação para a conversão de multas em investimentos (TACs). A agência reguladora é, hoje, a maior credora da tele com dívida, orçada pela Oi, em R$ 10 bilhões. E pela Anatel em R$ 13 bilhões. Nova versão do plano de recuperação judicial foi apresentada à Justiça. Assembleia de credores está marcada para o dia 23 de outubro.

Só um em cada três clientes recomendaria a sua operadora na América Latina

Em ranking das melhores empresas em seis países da região, realizado pela Everis, Brasil aparece na décima colocação. Resolução rápida dos problemas segue sendo a maior reivindicação dos usuários de serviços.

STF devolve projeto da nova Lei de Telecom para o Senado

Confirmando a expectativa positiva dos presidentes das operadoras, o ministro Alexandre de Moraes, determinou ao Senado a análise dos recursos referentes ao projeto 79/16 e o submeta ao plenário da casa para votação.

CEO da Ericsson adota cautela com condenação da Lei de Informática na OMC

CEO global da fabricante, Börje Ekholm, ressaltou que o mundo caminha para o software e que a empresa irá produzir onde 'for mais produtivo e lucrativo'. Brasil está entre os 10 mercados principais da multinacional. Sobre o 5G, o CEO foi taxativo: operadoras não podem mais perder tempo.

Telecom sofre forte queda, mas ainda lidera receita do setor de serviços

Pesquisa Anual dos Serviços do IBGE, referente a 2015, mostra que Telecomunicações gerou uma receita de R$ 162 bilhões, mas caiu de 18,9% no ranking para 11,3%. Tecnologia da Informação também perdeu posição para outros segmentos.

Claro Brasil: Modelo é o culpado pelo fracasso da interiorização da banda larga

Presidente da Claro Brasil, José Félix, sustentou que do jeito que está o modelo de telecom não tem mais jeito.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G