TELECOM

Teles ainda não entendem quais serviços os adolescentes querem no Brasil

Roberta Prescott e Rodrigo dos Santos ... 11/10/2016 ... Convergência Digital

Existe uma relação frágil entre as operadoras de telefonia e os jovens brasileiros, uma vez que as elas ainda não entenderam o que os jovens realmente anseiam de uma telco. A constatação faz parte de um estudo global da Amdocs sobre o comportamento e as expectativas dos adolescentes (entre 15 e 18 anos) hoje e foi explicada em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, por Kan Wakabayashi, diretor de serviços da Amdocs.

Digital é a lente pela qual os adolescentes enxergam os outros e a si mesmos, sendo 52% checam suas contas nas mídias sociais como primeira atividade do dia, para 43% os smartphones lhes tornam mais inteligentes, atraentes e descolados e 30% disseram que provavelmente não manteriam contato com alguém sem contas no Facebook ou WhatsApp.

“Os jovens buscam a personalização; querem se destacar perante os outros”, destacou Wakabayashi, durante apresentação para imprensa nesta terça-feira, 11/10. Realidade aumentada e dispositivos vestíveis também estão em alta — um exemplo é o sucesso recente do Pokémon Go. No estudo, 53% disseram que usariam wearables para ter controle sobre coisas, casa e carro.

Um dos dados que mais chamaram a atenção é o fato de 78% dos entrevistados terem dito que gostariam de ter um dispositivo conectado à Internet implantado nos seus braços. Wakabayashi explicou que alguns usos citados pelos jovens incluem o monitoramento remoto da saúde.   

Entre os jovens, a comunicação tornou-se mais rica, porém, mais concisa. Conteúdo, contexto e intenção ditam canais e interações. Para expressar seus sentimentos 47% preferem emojis e 45%, postar fotos; 29% nunca ou não lembram quando escreveram uma carta a mão.  

Com relação à interação com as operadoras, plataformas multicanal tendem a ganhar espaço, mas, de acordo com Wakabayashi, a interação humana ainda permanece essencial. “O omnichannel é um desejo deste grupo, mas eles ainda valorizam o contato humano, como contatar alguém do call center ou ir a uma loja para resolver algum problema.”

O diretor reconhece que manter a jornada do cliente de maneira contínua no atendimento multicanal ainda é um grande desafio para as operadoras hoje, mesmo existindo mais tecnologias disponíveis. Assistam a entrevista com o diretor de Serviços da Amdocs, Kan Wakabayashi.



Segue a sangria nas linhas de telefonia fixa no Brasil

Em novembro, foram contabilizadas 135.964 mil linhas a menos e o país fechou o décimo primeiro mês de 2017, com quase 41 milhões de linhas ativas. Oi, Claro, TIM e pequenos prestadores de STFC puxaram a queda de linhas em serviço.

Plano da Oi prevê investimentos abaixo do necessário, diz Anatel

Para agência, os R$ 4 bilhões previstos de dinheiro novo na operadora não são suficientes para que a Oi alcance o nível anual de aportes dos concorrentes. “Se não acompanhar, vai continuar perdendo mercado”, diz Juarez Quadros. 

Claro repete que há muitas operadoras no Brasil e resiste à entrada dos chineses na Oi

"O mercado já está instável com quatro operadoras. Os chineses têm uma mistura com o governo. Com quem iríamos brigar?", criticou o presidente José Félix. Não é a primeira vez que a Claro diz que o mercado nacional comporta apenas três players.

Eletrosul testa suporte por satélite com Telebras e Hughes

Com 11 mil km de linhas de transmissão, a empresa é responsável por aproximadamente 10% do sistema de transmissão do País. Piloto terá duração de 60 dias.

Rede fixa três vezes maior do que a das rivais será o futuro da Oi

O diretor de Tecnologia de Redes e Sistema da Oi, Pedro Falcão, sustentou que o backbone óptico e as redes metropolitanas são a 'joia da coroa' e despertam a ambição dos concorrentes. "A Internet de Tudo exigirá muita rede fixa", frisou.

Oi unifica mainframes para acelerar serviços digitais

Tele também montou o Centro de Gerência de Serviços, em Brasília, com a missão de unificar as ações em áreas como recarga de pré-pago e faturamento.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G