Home - Convergência Digital

Brasil lidera piloto mundial da Dell para Internet das Coisas

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 20/10/2016

Há seis semanas a Dell conduz uma prova de conceito de uso da Internet das Coisas dentro da sua unidade fabril no Brasil, em Hortolândia, São Paulo. O objetivo é melhorar a qualidade dos testes de equipamentos e já é possível observar ganhos reais de eficiência, revela o Gerente da Área de Soluções OEM da Dell na América Latina, Fernando Cesar.

O projeto é pioneiro na fabricante e servirá de piloto para ser replicado em outras unidades fabris da companhia no mundo. "Nesse pouco tempo, já obtivemos 20% de mais eficiência e produtividade", conta o executivo.

Para Fernando Cesar, não existirá Internet das Coisas se ela não estiver apoiada em analytics e big data. "Se Internet das Coisas é dar voz digital aos objetos, fazer com que eles consigam falar das suas experiências, alguém tem de escutar senão não valerá de nada os esforços", sinaliza. Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/07/2018
Avança projeto que isenta Internet das Coisas do pagamento de Fistel

29/06/2018
Governo cria incentivo específico para fabricação de IoT no Brasil

19/06/2018
FINEP lança ação de fomento de R$ 1,5 bilhão para financiar programas de IoT

19/06/2018
TIM ativa rede comercial de Internet das Coisas em 700 Mhz

18/06/2018
Gastos globais com internet das coisas crescerão acima dos 13% até 2022

14/06/2018
BNDES lança chamada de R$ 20 milhões para projetos de IoT

24/05/2018
Proposta da Anatel reduz alíquota do Fistel a zero e amplia uso do Fust

24/05/2018
BNDES anuncia três linhas para financiar internet das coisas

24/05/2018
Plano prevê moratória tributária de 10 anos para IoT

17/05/2018
IoT precisa resolver questões de ordem social, econômica e legal


TV Digital: Kassab prefere ‘desligar’ todo o estado de SP de uma única vez

Ideia é adiar o ‘apagão’ analógico na capital, que seria em março, para a mesma data do interior, em setembro. “O que vai ser avaliado é se não vale a pena atender o estado inteiro, sem separar a capital”, afirmou o ministro. 


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site