Patrocínio - IBM

Um paciente da oncologia gera 1 terabyte de dados por dia

Convergência Digital* - 27/10/2016

Qual a dimensão dos dados extraídos do DNA, onde estão armazenadas as informações genéticas de todos os seres vivos? E por que é tão importante que o genoma humano seja analisado pela computação cognitiva? A resposta pode estar em pesquisas conduzidas no mundo todo desde a década de 1980, em prol do Projeto Internacional do Genoma Humano, do qual o The National Human Genome Research Institute é uma das referências mundiais.

Cientistas da IBM, envolvidos em projetos de computação cognitiva na nuvem, trabalham há pelo menos dois anos com pesquisadores do New York Genome Center para desenvolver recursos que ajudem os oncologistas oferecer atendimento mais personalizado aos pacientes com câncer. No Brasil, a IBM e o Fleury Medicina e Saúde deram um passo à frente na medicina de precisão. O Fleury Medicina e Saúde será o primeiro parceiro da unidade IBM Watson Health na América Latina.

O trabalho das duas empresas será focado em testes para validar o Watson for Genomics como uma ferramenta de auxílio na tomada de decisão de profissionais de saúde no âmbito da assistência personalizada. O Watson for Genomics é uma solução da IBM, baseada em cloud computing, que alia os recursos da computação cognitiva para identificar fármacos e estudos clínicos relevantes baseados em alterações do DNA de um indivíduo e informações extraídas da literatura médica.

O uso da computação cognitiva para a análise do genoma tem surpreendido médicos e pacientes por disponibilizar evidências para que identifiquem tratamentos mais precisos, auxiliando a tomada de decisão clínica. Os primeiros resultados, que não seriam possíveis sem o avanço da computação cognitiva, vêm impactando as áreas de oncologia e farmacologia, pela clareza de informações que auxiliam médicos a identificar doenças raras e outras enfermidades de forma mais precisa.

No âmbito da medicina personalizada, a computação cognitiva é mais que uma aliada dos médicos. Consegue organizar uma infinidade de dados e informações contidas em painéis de genes, oferecendo um cenário muito mais amplo sobre informações clínicas e detecção de variantes relacionadas a possíveis mutações.

Até 2020, o volume de informação médica dobrará a cada dois meses e meio. Um exemplo é o tratamento de oncologia. Hoje um paciente de câncer gera cerca de 1 TERA de dados por dia, com exames, equivalente a 50 celulares de 168 giga de memória, sendo que apenas 0,5% destes dados são avaliados. Outra importante questão que está ligada ao big data é a atualização médica.

De acordo com o volume de estudos e artigos médicos que são publicados periodicamente, para manter-se atualizado o médico deveria estudar cerca de 167 horas por semana (são 7 dias). O resultado é que menos da metade das decisões dos tratamentos de câncer são decididos baseados em artigos médicos. A computação cognitiva passa a ser um grande aliado para que médicos possam utilizar esse volume de informações em benefício dos pacientes, proporcionando assistência personalizada e tomando decisões cada vez mais baseadas em dados científicos. Quer saber mais sobre Computação Cognitiva? Clique aqui.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

TICs em Foco : Computação Cognitiva — confira a íntegra clicando aqui.

Sistemas cognitivos vão movimentar US$ 47 bilhões em 2020

No desenvolvimento de apps corporativos, o uso da inteligência artificial começa a fazer a diferença para os negócios.

leia mais
Internet das Coisas une IBM Watson aos drones

Objetivo é usar a tecnologia para evitar o risco a vida humana em serviços como, por exemplo, a manutenção de antenas celulares em áreas perigosas.

leia mais
Um paciente da oncologia gera 1 terabyte de dados por dia

Dados contabilizados na área de saúde dão conta que um paciente da área gera informações equivalente a 50 celulares de 168 giga de memória, sendo que apenas 0,5% destas informações são avaliadas.

leia mais
Fleury e IBM se unem para validar Watson for Genomics no Brasil

Plataforma vai prover informações para auxiliar a tomada de decisão médica na assistência especializada. Dados serão hospedados na nuvem da IBM.

leia mais
Informação precisa, diagnóstico em tempo real

Acesso às informações, reporta estudo da Universidade de Tóquio, permitiu que o Watson, da IBM, identificasse um tipo raro de leucemia.

leia mais

Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2016 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site