SEGURANÇA

Segurança cibernética: o mundo convive com novas 'pegadas digitais'

Por Roberta Prescott e Rodrigo dos Santos ... 11/11/2016 ... Convergência Digital

As principais preocupações das companhias para o estabelecimento de políticas globais de segurança cibernética têm envolvido a proteção e a privacidade dos dados, o fluxo de dados internacionalmente, a padronização e a regulação, de acordo com John S. Miller, vice-presidente para políticas globais e leis de cibersegurança no Information Technology Council (ITI), que palestrou no IX Seminário TelComp, que ocorre nesta terça-feira, 08/11, em São Paulo.

Para ele, a habilidade para mover os dados para fora das fronteiras, a computação em nuvem e a transferência internacional de dados adicionaram complexidade à segurança cibernética, assim como o advento da internet das coisas. “É um novo mundo de pegadas digitais e de superfícies de ataques sobre a qual nem todas as companhias estão falando”, destacou. Assistam a apresentação de John Miller.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Mais de 100 mil brasileiros acessaram novo golpe via WhatsApp

Em 48 horas, uma campanha falsa prometendo um vale-presente de R$ 500,00 nas Lojas Pernambucanas é a nova frente dos cibercriminosos para roubar dados pessoais.

Exigir resgate de dados em bitcoins configura extorsão

No Brasil, as bitcoins não são consideradas moedas virtuais pelo Banco Central e pena pelo crime- considerado de extorsão - varia entre quatro a 10 ans de prisão. Brasil não é signatário da Convenção de Budapeste e precisa de acordos individuais para combater os cibercriminosos.

Internet e mobilidade viram pesadelo no combate à fraude nos bancos

Pesquisa mostra que 60% das instituições financeiras no mundo assumem que apesar dos investimentos, haverá um aumento do prejuízo causado pelas fraudes nos próximos três anos.

WSJ: Turistas também terão que fornecer senhas, contatos e redes sociais aos EUA

Segundo o Wall Street Journal, política de "verificação extrema" deve ser mesmo estendida para quem vai aos Estados Unidos a passeio e até com origem em países considerados "aliados" como França e Alemanha.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G