Home - Convergência Digital

Smartphone se sustenta como carro-chefe da indústria da Tecnologia

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 04/01/2017

O gasto mundial em produtos tecnológicos para o grande público cairá em 2017 por fatores como o fortalecimento do dólar e a incerteza política derivada do Brexit - saída do Reino Unido da União Europeia-  e da chegada de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. A previsão é que os consumidores de todo o mundo gastem US$ 929 bilhões em smartphones e outros dispositivos, contra os US$ 950 bilhões de 2016, segundo a associação americana do setor, a Associação de Consumo de Tecnologia (CTA, na sigla em inglês).

O diretor de estudos de mercado da CTA, Steve Koenig, que participa da Consumer Eletronics Show, evento realizado em Las Vegas, que a previsão se baseia na "incerteza após a eleição de Trump e o Brexit", a votação a favor da saída do Reino Unido da União Europeia. "Este ambiente de incerteza certamente impactará nos gastos dos consumidores, nos investimentos das empresas e nos dos governos", sustentou Koenig.

De acordo ainda com o executivo, a força do dólar também constitui "um importante impacto", ao reduzir as quantidades gastas em tecnologia em outras divisas, assim como as quedas dos preços para alguns produtos, como os tablets. As receitas do setor seguem dependendo em grande medida dos smartphones, que neste ano representarão 47% dos gastos em eletrônica entre o grande público em escala mundial, embora seu crescimento - tanto em volumes de venda quanto em receitas - comece a moderar. "O smartphone está no centro do universo do consumidor de tecnologia", assegurou Koenig.

Os smartphones, tablets, desktops, notebooks, televisores, câmeras e relógios inteligentes formam um conjunto de equipamentos que se estima que aportem 28%, ou 754 bilhões de dólares, em receitas na indústria de tecnologia neste ano.Esta é a primeira vez que os relógios inteligentes se incorporam ao que Koenig chamou "Os Sete Magníficos", por serem os principais geradores de receitas do setor. "Estamos vendo muita força nos smartphones", disse Koenig. "Os (dispositivos) portáteis estão gerando muita inovação que estimula o crescimento".

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

24/04/2017
Celulares vão responder por 67% dos gastos mundiais dos usuários finais

19/04/2017
Brasil terá 1 smartphone para cada habitante ainda em 2017

11/04/2017
Correios fazem pregão de R$ 64 milhões por 58,6 mil smartphones

05/04/2017
CPFL Energia adota smart grid e adota cloud privada

05/04/2017
Celulares corporativos viram isca para fraudes e spam

03/04/2017
Android supera o Windows e vira sistema operacional mais usado no mundo

03/04/2017
Smartphones vão responder por 45% do tráfego total da Internet em 2018

24/03/2017
Crise fez Brasil vender 2,8 milhões de celulares a menos em 2016

23/03/2017
Brasileiros sonham com bateria de longa duração nos smartphones

22/03/2017
Sem referência à pejotização, Lei da Terceirização vai à sanção do presidente Temer

Destaques
Destaques

Celulares vão responder por 67% dos gastos mundiais dos usuários finais

Consumidores estão buscando aparelhos de maior valor e qualidade e mercado deve obter uma receita de US$ 400 bilhões em 2017.

Smartphones vão responder por 45% do tráfego total da Internet em 2018

Estudo global revela que Brasil terá crescimento maior do que o projetado pela China. Em contrapartida, os índices de navegação em desktops e tablets registra tendência de queda.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Inteligência Artificial causa furor e não é hype!

Por Eduardo Prado*

O consultor Eduardo Prado explica o que está motivando o 'boom' atual da IA e quais são os 'drivers' de mercado.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site