TELECOM

Oi: Nova proposta de acordo reduz dívidas para R$ 10 bilhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/01/2017 ... Convergência Digital

Em comunicado ao mercado nesta segunda, 30/1, a Oi informa que uma nova versão do plano de recuperação da operadora, a ser apresentado esta semana, tenta encolher o endividamento com os credores privados para R$ 10 bilhões – um corte de 70% nos cerca de R$ 35 bilhões que eles representam. Pela proposta, o valor, ou pelo menos parte dele, poderia ser transformado imediatamente em ações da empresa. 

“A administração vem se reunindo regularmente com credores, demais stakeholders da Companhia e potenciais investidores com vistas a reunir impressões, comentários e sugestões de melhoria ao plano de recuperação judicial”, reconhece a Oi no Comunicado. E explica: 

“Nestas conversas, uma das alternativas preliminares suscitadas seria a entrega imediata de ações (equity) aos credores, em condições que ainda não foram definidas, assim como tem sido abordados ajustes preliminares na oferta para os demais credores. Como referência meramente preliminar do valor do total de créditos destes credores, usa-se o valor de mercado de aproximadamente R$ 10 bilhões, tendo em vista o valor de mercado dos títulos e considerando o valor da empresa após a reestruturação da sua dívida.” 

Em princípio, a nova proposta converteria R$ 5 bilhões em ações da Oi, mas como indica no documento enviado à CVM, “em condições ainda não definidas”, ou seja, não está claro qual a fatia da empresa que seria transferida aos credores nessa nova tratativa. Na Bolsa de Valores, a Oi vale atualmente cerca de R$ 2,3 bilhões. 

Indagada pela CVM sobre o sobe desce de suas ações, e especialmente nos últimos dias – na sexta, 27/1, a variação foi de 19,3%, com um volume de negócios dez vezes superior ao início deste mesmo janeiro – a empresa associa a especulação a notícias sobre as negociações em curso. 

“Nos últimos dias foram veiculadas notícias especulando sobre potenciais alterações ao plano de recuperação judicial (...) Contrariamente às especulações, não há, até esta data, decisão definitiva com relação a qualquer alteração no plano de recuperação”, respondeu a Oi.


Recuperação judicial: Oi mantém proposta de parcelar dívida com Anatel em até 20 anos

Operadora também prevê negociação para a conversão de multas em investimentos (TACs). A agência reguladora é, hoje, a maior credora da tele com dívida, orçada pela Oi, em R$ 10 bilhões. E pela Anatel em R$ 13 bilhões. Nova versão do plano de recuperação judicial foi apresentada à Justiça. Assembleia de credores está marcada para o dia 23 de outubro.

STF devolve projeto da nova Lei de Telecom para o Senado

Confirmando a expectativa positiva dos presidentes das operadoras, o ministro Alexandre de Moraes, determinou ao Senado a análise dos recursos referentes ao projeto 79/16 e o submeta ao plenário da casa para votação.

Anatel volta a adiar decisões sobre destino da Oi

Análise de três processos sobre a situação econômica da operadora foi retirada da pauta do Conselho Diretor da agência. 

Desacertos entre acionistas e credores da Oi acendem sinal vermelho na Anatel

“A polaridade entre acionistas e parte dos credores extrapola o esperado e gera prejuízo ao desenvolvimento das negociações", adverte o conselheiro Leonardo de Morais.

CEO da Ericsson adota cautela com condenação da Lei de Informática na OMC

CEO global da fabricante, Börje Ekholm, ressaltou que o mundo caminha para o software e que a empresa irá produzir onde 'for mais produtivo e lucrativo'. Brasil está entre os 10 mercados principais da multinacional. Sobre o 5G, o CEO foi taxativo: operadoras não podem mais perder tempo.

Telecom sofre forte queda, mas ainda lidera receita do setor de serviços

Pesquisa Anual dos Serviços do IBGE, referente a 2015, mostra que Telecomunicações gerou uma receita de R$ 162 bilhões, mas caiu de 18,9% no ranking para 11,3%. Tecnologia da Informação também perdeu posição para outros segmentos.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G