GOVERNO » Compras Governamentais

Governo federal lança ‘Uber’ para funcionários públicos

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/02/2017 ... Convergência Digital

O governo federal começa a usar nesta segunda, 13/2, o TáxiGov, um aplicativo para smartphones que funciona de forma semelhante a apps como Uber, 99Táxis, e pelo qual pretende centralizar os despachos para deslocamento de servidores federais em Brasília. 

Segundo o Planejamento, por ano são gastos R$ 32 milhões com o que chama de ‘serviço de transporte de uso comum’, o que implica na realização de aproximadamente 490 corridas anuais. A aposta é que a centralização dos despachos vai cortar esse valor em mais da metade. 

“A partir da implantação do TáxiGov, o Planejamento ficará responsável pela gestão do serviço que atenderá os ministérios. Com a utilização do táxi, a proposta é reduzir em até 60% as despesas relacionadas ao transporte de servidores – a economia estimada é de R$ 20 milhões ao ano”, promete a pasta, que vai na prática assumir a gestão desse serviço. 

O ministério explica que “por meio da Central de Compras (Secretaria de Gestão), contrata o fornecedor e passa a ser o provedor do serviço aos órgãos da Administração Direta, representando desoneração das unidades dos ministérios com atividades de gestão de contratos e pagamentos” e que com isso fará a “centralização da operação
assinatura de um único contrato”.

Nesse movimento, sustenta ainda a pasta que haverá economia com a “desmobilização de estruturas acessórias”, com a “realocação ou venda de veículos próprios e a liberação de veículos locados, espaços físicos como garagens e depósitos dedicados à guarda e manutenção, que terão novos usos pelos ministérios”. 

O TáxiGov já está disponível em versões para Android, iOS e Windows. Ele começa uma fase de testes nesta segunda, inicialmente sendo utilizado pelos funcionários da própria Secretaria de Gestão do MPOG.” A partir de 20/3 o app passa a valer para os demais servidores do Planejamento e a ideia é que até o início de 2018 todos os órgãos da administração pública federal localizados no Distrito Federal utilizem o serviço.


Call centers alegam que aumento no PIS/Cofins cortaria 5% do faturamento

Segmento adere a grita do setor de serviços contra os estudos anunciados pelo Ministério da Fazenda de correção do tributo para compensar perdas de receitas.

Casa Civil tenta padronizar análises de Impacto Regulatório nas agências

Estão em consulta pública até 1 de novembro propostas de diretrizes gerais além de um guia específico para orientar a elaboração das AIR pela Anatel e os demais órgãos reguladores. 

Serpro/ITI iniciam atualização dos certificados SSL dos sites do Governo

Instituto Nacional de Tecnologia da Informação informa que serão emitidos certificados digitais na cadeia v2 pela ACSerpro para encerrar as menasgens 'esta conexão não é confiável' nos sites do governo federal. Entidade, no entanto, não divulgou um cronograma de atualização.

Dataprev se candidata a ser fornecedora de serviços digitais para Governo

Estatal já tem funcionando o Cidadão BR, com autenticações de 2,5 milhões de pessoas e oferta de serviços como busca de empregos e aplicações do INSS. Neste momento, governo faz uma consulta pública para a compra de plataforma na nuvem para oferta digital ao cidadão.

MCTIC precisa de R$ 2 bi para fechar ano e fala em 'pressão saudável' por recursos

"Temos que trabalhar, lutar e pressionar, porque não é um recurso que surge do nada. É um recurso muito disputado", advertiu o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G