GOVERNO » Compras Governamentais

Governo federal lança ‘Uber’ para funcionários públicos

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/02/2017 ... Convergência Digital

O governo federal começa a usar nesta segunda, 13/2, o TáxiGov, um aplicativo para smartphones que funciona de forma semelhante a apps como Uber, 99Táxis, e pelo qual pretende centralizar os despachos para deslocamento de servidores federais em Brasília. 

Segundo o Planejamento, por ano são gastos R$ 32 milhões com o que chama de ‘serviço de transporte de uso comum’, o que implica na realização de aproximadamente 490 corridas anuais. A aposta é que a centralização dos despachos vai cortar esse valor em mais da metade. 

“A partir da implantação do TáxiGov, o Planejamento ficará responsável pela gestão do serviço que atenderá os ministérios. Com a utilização do táxi, a proposta é reduzir em até 60% as despesas relacionadas ao transporte de servidores – a economia estimada é de R$ 20 milhões ao ano”, promete a pasta, que vai na prática assumir a gestão desse serviço. 

O ministério explica que “por meio da Central de Compras (Secretaria de Gestão), contrata o fornecedor e passa a ser o provedor do serviço aos órgãos da Administração Direta, representando desoneração das unidades dos ministérios com atividades de gestão de contratos e pagamentos” e que com isso fará a “centralização da operação
assinatura de um único contrato”.

Nesse movimento, sustenta ainda a pasta que haverá economia com a “desmobilização de estruturas acessórias”, com a “realocação ou venda de veículos próprios e a liberação de veículos locados, espaços físicos como garagens e depósitos dedicados à guarda e manutenção, que terão novos usos pelos ministérios”. 

O TáxiGov já está disponível em versões para Android, iOS e Windows. Ele começa uma fase de testes nesta segunda, inicialmente sendo utilizado pelos funcionários da própria Secretaria de Gestão do MPOG.” A partir de 20/3 o app passa a valer para os demais servidores do Planejamento e a ideia é que até o início de 2018 todos os órgãos da administração pública federal localizados no Distrito Federal utilizem o serviço.


Para Abinee, revisão da Lei de Telecom vai gerar mais emprego

Em documento oficial, a entidade, que representa o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, sustenta que a alteração do marco regulatório é importante para incentivar investimentos nas redes de banda larga.

Empresas de TI e Telecom rejeitam reforma do PIS/Cofins

Estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação estima que, caso aprovada, a reforma implicaria na eliminação de cerca de dois milhões de postos de trabalho. TI prevê o desaparecimento de um em cada cinco postos de trabalho. Em telecom, um prejuízo de R$ 2 bilhões/ano.

MCTIC tem 60 dias para apresentar mudanças à Lei do Bem

Dados de dezembro, mostram que menos de 1% das empresas tributadas no país que poderiam se beneficiar com a legislação, que concede incentivos fiscais para quem quer investir em pesquisa e desenvolvimento.

Congresso tem frente parlamentar contra a pirataria

Frente Parlamentar Mista em Defesa da Propriedade Intelectual e do Combate à Pirataria sustenta que o país perde R$ 120 bilhões anualmente por conta da pirataria.

Governo prepara lançamento do satélite da Telebras para o dia 21 de março

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) embarcou em direção ao Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. O equipamento saiu da cidade francesa de Cannes, local onde foi construído pela empresa Thales Alenia.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G