Home - Convergência Digital

5G: dada a largada pela disputa pela frequência ideal

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 14/02/2017

A Ofcom, agência reguladora britânica, deu a largada para a disputa pela melhor frequência para o 5G. O órgão divulgou o cronograma para implantação da 5G com foco na destinação de espectro, sobretudo na faixa de 26 GHz. Trata-se de basicamente a mesma frequência defendida pelos Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão (que chamam de 28 GHz). Posição que não repercute no Brasil, uma vez que o país defende essa faixa para a banda Ka, que permite banda larga via satélite.

A Ofcom projeta que as frequências de 3,4 GHz a 3,8 GHz vão ser as mais utilizadas para 5G. Isso significa que aqui no Brasil, a Anatel terá problemas, uma vez que a faixa de 3,5GHz é problemática e há questões de interferência com as antenas parabólicas. A agência britânica também acredia que haverá espaço para o 5G na faixa de 700 MHz, o que determinaria a realização de novos leilões. As frequências mais altas - de 24,25 GHz a 27,5 GHz - ficariam destinadas a "novos serviços inovadores".

Esses espectros foram definidos em conjunto com outros países europeus nos trabalhos do grupo de política de radiofrequência (RSPG, na sigla em inglês) e na conferência europeia de administrações postais e de telecomunicações (CEPT). A agência britânica afirma dar apoio total para a utilização da faixa de 26 GHz na Europa como a "banda pioneira" na região, comprometendo-se ainda em promovê-la ativamente como prioridade para harmonização global.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/03/2017
Nokia e TIM estendem por três anos contratos por 5G e IoT

02/03/2017
GSMA: Redes 5G comerciais na América Latina só a partir de 2020

22/02/2017
Setor de Telecomunicações lança Projeto 5G Brasil

14/02/2017
5G: dada a largada pela disputa pela frequência ideal

07/02/2017
Tráfego de dados móveis vai crescer cinco vezes no Brasil até 2021

01/02/2017
GSMA: Governos precisam definir um plano global de espectro para acelerar o 5G

17/01/2017
5G pode gerar 22 milhões de empregos no mundo até 2035

16/12/2016
5G precisa de maior flexibilidade no uso do espectro

16/11/2016
Brasil realiza primeiro teste LTE em frequência não licenciada

01/11/2016
Em projeto piloto em Araras, SP, banda larga móvel alcança 682 Mpbs

Destaques
Destaques

Tráfego de dados móveis vai crescer cinco vezes no Brasil até 2021

Relatório Cisco Visual Networking revela que, nos próximos cinco anos,  a população global terá mais telefones celulares (5,5 bilhões) do que contas bancárias (5,4 bilhões), água canalizada (5,3 bilhões) e telefones fixos (2,9 bilhões). Redes 5G chegam antes com IoT.

5G pode gerar 22 milhões de empregos no mundo até 2035

Pesquisa mostra que o 5G terá um impacto no crescimento do PIB global em até US$ 3 trilhões de 2020 a 2035.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

VoLTE: Você sabe o que isso vai significar?

Por Luiz Cesar de Oliveira,

Serviços de voz sobre uma rede 4G devem se tornar disponíveis aos consumidores a partir de 2017.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site