Home - Convergência Digital

5G: dada a largada pela disputa pela frequência ideal

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 14/02/2017

A Ofcom, agência reguladora britânica, deu a largada para a disputa pela melhor frequência para o 5G. O órgão divulgou o cronograma para implantação da 5G com foco na destinação de espectro, sobretudo na faixa de 26 GHz. Trata-se de basicamente a mesma frequência defendida pelos Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão (que chamam de 28 GHz). Posição que não repercute no Brasil, uma vez que o país defende essa faixa para a banda Ka, que permite banda larga via satélite.

A Ofcom projeta que as frequências de 3,4 GHz a 3,8 GHz vão ser as mais utilizadas para 5G. Isso significa que aqui no Brasil, a Anatel terá problemas, uma vez que a faixa de 3,5GHz é problemática e há questões de interferência com as antenas parabólicas. A agência britânica também acredia que haverá espaço para o 5G na faixa de 700 MHz, o que determinaria a realização de novos leilões. As frequências mais altas - de 24,25 GHz a 27,5 GHz - ficariam destinadas a "novos serviços inovadores".

Esses espectros foram definidos em conjunto com outros países europeus nos trabalhos do grupo de política de radiofrequência (RSPG, na sigla em inglês) e na conferência europeia de administrações postais e de telecomunicações (CEPT). A agência britânica afirma dar apoio total para a utilização da faixa de 26 GHz na Europa como a "banda pioneira" na região, comprometendo-se ainda em promovê-la ativamente como prioridade para harmonização global.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/12/2017
5G vai ampliar uso de redes WiFi

11/12/2017
Latência será vendida como serviço na era do 5G

28/11/2017
5G terá 1 bilhão de assinantes em 2023

24/11/2017
Lançamentos prematuros colocam em risco o uso do 5G

22/11/2017
Serviço corporativo entra na radar das oportunidades no 5G

16/11/2017
Protótipo de modem 5G da Intel faz chamadas de voz em 28 GHz

16/11/2017
4G não licenciado terá standard em 2018

06/11/2017
Broadcom confirma oferta hostil de US$ 130 bi pela Qualcomm

10/10/2017
Ericsson: Não haverá 5G sem uma boa base do 4G

04/10/2017
Huawei: não adianta pensar em 5G sem uma boa base do 4G

Destaques
Destaques

Teles projetam 100 milhões de 4G até o fim de 2017

Em outubro, a conta é de que já existiam 95 milhões de acessos em 4G, contra 92 milhões de 3G. Expectativa é de que o LTE represente 80% dos acessos em 2018.

Migração total do 2G exige smartphones mais baratos

Para o Sinditelebrasil, preço dos aparelhos é barreira para os 36 milhões de usuários que ainda têm acessos GSM. Acessos 4G superaram os 3G em outubro.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Teles Tradicionais X Especializadas: o dilema para a IoT

Por Fábio Trindade

M2M e a Internet das Coisas são elementos centrais no debate das novas tecnologias que formarão o futuro em torno da 5G e continuarão em crescimento vertiginoso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site