Home - Convergência Digital

Watson chega aos meios de pagamento com parceria entre IBM e Visa

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 16/02/2017

A IBM e a Visa selaram a primeira colaboração da indústria para levar o ponto de venda para todos os lugares onde houver aceitação de Visa, permitindo de forma rápida que as empresas introduzam experiências de pagamento seguras em qualquer dispositivo conectado à Internet das Coisas. No comunicado, as empresas informam que partilham da visão e do compromisso de que pagamentos podem ser realizados por meio de qualquer dispositivo – de relógios a anéis, passando por eletrodomésticos e até carros.

Com esta colaboração, empresas conseguirão disponibilizar pagamentos seguros em todas as suas linhas de produtos por meio da plataforma Watson IoT da IBM e do Visa Token Service, nova tecnologia de segurança que substitui as informações sensíveis de conta nos cartões de pagamento por um identificador digital único. Com isso, IBM e Visa podem viabilizar pagamentos e transações em muitos dos 20 bilhões de dispositivos conectados que deverão estar inseridos na economia global até 2020.

Especialistas estimam que o mundo terá 380 milhões de carros conectados até 2021. Com o ecossistema do carro conectado à plataforma Watson IoT, o motorista seria alertado quando a garantia ou licenciamento do carro estivesse quase vencendo ou quando a data de substituição de uma peça estivesse próxima. Com essa informação, o motorista poderia comprar as peças tocando em um botão, ou programar uma revisão na oficina de sua preferência. Ele poderia até pagar o combustível por meio de uma interação direta entre o carro e a bomba de gasolina.

Da mesma forma, uma corredora que usasse um dispositivo de fitness e um chip wireless de corrida, poderia receber um alerta digital quando seu tênis precisasse de substituição, além de uma recomendação do melhor modelo e onde encontrá-lo pelo melhor preço, em um varejista de sua preferência. Ela poderia receber ainda várias outras recomendações relevantes e personalizadas, como dicas de nutrição e equipamentos, baseadas em sua performance, no clima local e em suas preferências de compra.

“Além de estar promovendo um mundo mais conectado, a Internet das Coisas está mudando a forma como vivemos, compramos e pagamos ao levar dados e pontos de venda para onde quer que o consumidor esteja”, diz Jim McCarthy, vice-presidente executivo de inovação e parcerias estratégicas da Visa Inc. “O poder das tecnologias cognitivas do Watson e a liderança da IBM em IoT e segurança fazem dela a parceira ideal para nos ajudar a entregar pagamentos seguros em ‘virtualmente qualquer lugar’ e na imensa escala da IoT.”

No futuro, todos os clientes da Plataforma Watson IoT da IBM terão acesso aos serviços de pagamento da Visa por meio da IBM Cloud. Com isso, em vez de fazerem um trabalho empresa a empresa, a IBM e a Visa possibilitarão que todos os seus clientes tenham acesso a essas capacidades para poderem começar a construir experiências de comércio personalizadas e, a agir proativamente, fazendo recomendações baseadas nas necessidades específicas de cada consumidor.

Como parte dessa colaboração, as empresas usarão o Visa Token Service para garantir a segurança das informações de todos os consumidores. O serviço substitui várias informações sensíveis constantes nos cartões de pagamento, como o número de conta de 16 dígitos, a data de expiração e o código de validade, por um identificador digital único que pode ser usado para processar pagamentos sem expor os verdadeiros detalhes da conta.

O Visa Token Service é acessado por meio de uma rede de provedores de serviços de token (TSPs, na sigla inglês) e faz parte do Visa Ready, programa que certifica a próxima geração de soluções de pagamento criadas por parceiros para garantir sua conformidade com os padrões de segurança e especificações da Visa, e ter certeza de que elas serão aceitas globalmente de forma coesa e segura. Saiba mais sobre a jornada da Visa com Watson IoT: http://cdig.co/2ljAGaJ

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/02/2018
Plataforma open source dojot, do CPqD, se integra à rede IoT da WND Brasil

16/02/2018
Anatel admite uma série de indefinições com relação à Internet das Coisas

06/02/2018
Santa Casa de Valinhos adota Internet das Coisas na UTI

05/02/2018
Qualcomm vai fabricar chips para IoT e smartphones no Brasil

31/01/2018
Mercado de Internet das Coisas chegará a R$ 26 bilhões no Brasil em 2018

23/01/2018
Metalúrgica reduz R$ 1 milhão/ano em consumo de água com Internet das Coisas

22/01/2018
IoT vai gerar riqueza para o Brasil – se tivermos IoT

15/01/2018
T-Systems contrata rede da Embratel/Claro para atuar como MVNO em Internet das Coisas

29/11/2017
Governo retoma piloto de IoT com chips para coleta de dados

24/11/2017
Atenta à Internet das coisas, Anatel quer mudar certificação de equipamentos

Destaques
Destaques

Teles avançam e 4G chega a 3608 municípios do Brasil

Estudo da Telebrasil revela que, em novembro, existiam 99 milhões de acessos 4G ativos. A cobertura 3G também aumenta e chega a 5109 municípios.

Brasileiro prevê o fim do 'baldes de dados' e quer pagar por serviço contratado no 5G

Estudo global feito pela Ericsson, que ouviu 72 milhões de usuários de smartphone no Brasil, mostra que a maioria quer a conta do 5G não mais por gigabytes consumidos, mas por serviço ou dispositivo conectado à rede.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Que ninguém fique sem o sinal de TV digital

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em artigo exclusivo para o Convergência Digital, o presidente da Anatel e do GIRED, revela que a liberação do 700 Mhz atrai a atenção de outros países; aumenta a geração de empregos e acelera a inclusão digital com a massificação do 4G.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site