Home - Convergência Digital

Nextel inova em app de fatura e avança para ser 100% digital

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 20/02/2017

A Nextel avança na sua estratégia para se tornar uma operadora 100% digital. Em entrevista exclusiva ao portal Convergência Digital, o COO (Chief Operation Officer) da tele, Jorge Braga, revela que a partir desta segunda-feira, 20/02, toda a base de assinantes já terá acesso a fatura digital 3.0, que reúne uma série de serviços de forma simples. A ambição da tele é clara: com o 4G recém-lançado em São Paulo quer chegar a 20% de market share na cidade, o mesmo já conquistado no Rio de Janeiro.

"Hoje 40% das ligações para o call center tradicional tratam de faturas e de pedidos de segunda via. Telecomunicações é um setor que é visto como não muito bom em se relacionar com o seu consumidor. Nós estamos investindo no digital para mudar essa percepção. Não entendo que o usuário queira falar com o ser humano. Ele quer é resolver o problema de forma simples e intuitiva", afirma o COO da Nextel, Jorge Braga. A Nextel, hoje, possui 3 mil posições de atendimento e 84% das demandas são resolvidas digitalmente.

A fatura 3.0 foi criada pela equipe do Digital, que hoje reúne 70 pessoas, levou cinco meses para ser desenvolvida e integrada à plataforma Nextel Happy, anunciada no final do ano passado, e concebida junto com a Ericsson e a Zup. E o resultado final foi considerado inovador. Tanto é assim que será apresentado no Mobile World Congress, em Barcelona, como estudo de caso pela fabricante sueca.

Braga conta que o Nextel Happy, sem divulgação massiva, já contabiliza cinco mil clientes nos DDDs 13 e 19 (Campinas e Santos, onde houve o pré-lançamento). A expectativa da Nextel é ter a plataforma operacional para a toda a base no final de março. Será possível escolher combinações de internet e minutos que duram 7 ou 30 dias, além de escolher realizar os pagamentos via cartão de débito e crédito, débito direto em conta corrente das principais instituições bancárias do Brasil e via recarga. O acesso ao app é gratuito e não desconta do pacote de internet.

"Se o cliente quiser 100% de dados e zero de voz, ele terá. Se quiser 100% de voz e zero de dados também. O usuário vai montar o seu produto", explica o executivo da Nextel. Jorge Braga também conta que a Nextel não enxerga os OTTs como rivais, inclusive na parte de voz. "Liberamos a telefonia no WhatsApp, Telegram e Messenger sem o desconto da franquia dos nossos assinantes. A fidelização do cliente não virá de restrição, mas, sim, com a oferta de serviços de qualidade", alfineta.

A confiança no modelo é grande porque houve investimento em tecnologia, mas, especialmente, em pessoas. O diferencial foi unir os objetivos da equipe do Digital à da TI.  "São mundos distintos, mas todos querem o melhor serviço. Mas operadoras têm processos e precisam evoluir para atender ao consumidor. Foi o que fizemos. Hoje, 85% dos nossos clientes já têm a fatura digital. Temos apenas 15% da base que pede o papel, a maior parte de clientes corporativos. Mas queremos avançar mais no digital. Tudo poderá ser feito de forma simples e num número reduzido de cliques. Nossa base de assinantes pede essa oferta e vamos evoluir sempre. A 3.0 é uma versão, outras virão", acrescenta Braga.

Os valores investidos na plataforma Nextel Happy e na consolidação da estratégia digital não foram revelados, mas Braga lembra que a Nextel 'cortou na carne' nos últimos meses. "Fizemos um corte de 30% da nossa força de trabalho. Revisamos todos os processos. Construímos uma empresa que mais do que acreditar no Digital, trabalhar para ser, de fato, Digital", completa o COO.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/07/2017
Cade aprova sem restrições aquisição de fatia de 30% da Nextel

29/06/2017
Nextel usa a nuvem da Amazon para testar aplicativos

06/06/2017
Grupo sueco vai comprar Nextel por US$ 200 milhões

18/05/2017
Nextel Brasil: Controladora faz duras críticas à gestão no país

10/05/2017
Dona da Nextel negocia com credores prazo para pagar as dívidas

08/05/2017
Nextel usa zero rating para fidelizar clientes pós-pago

25/04/2017
Claro descarta interesse em ficar com Oi ou Nextel

25/04/2017
Nextel tem novo presidente no Brasil

09/03/2017
Nextel Brasil comemora ARPU alto, mas matriz admite 'caixa desconfortável'

20/02/2017
Nextel inova em app de fatura e avança para ser 100% digital

Destaques
Destaques

4G mostra força diante da expectativa pelo 5G

Na América Latina,o crescimento das conexões LTE foi expressivo e a participação da tecnologia deve chegar a 28% até dezembro, alcançando 198,6 milhões de conexões ativas. No mundo, foram 2,37 bilhões de assinaturas LTE, um impulso de 59% de junho de 2016 a junho de 2017.

Internet das Coisas: redes LPWA serão um mercado de US$ 1,8 trilhão

Projeção da GSMA é de que as teles móveis alcancem esta receita em 2026. As casas conectadas vão impulsionar o consumo mais do que os carros conectados. Estimativa é que 483 milhões das conexões ativas em 2022 serão em redes comerciais de baixa potencia e grande alcance (LPWA, na sigla em inglês).

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Inteligência Artificial já faz parte da sua vida

Por Eduardo Prado*

Existem aplicações que já estão dando o que falar e a IA será cada vez mais onipresente, aponta o especialista e consultor Eduardo Prado, em artigo exclusivo para o Portal Convergência Digital.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site