Convergência Digital - Home

Planejamento estima gastar R$ 16 milhões em nuvem coletiva para órgãos federais

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 08/03/2017

O governo federal estima em R$ 16,6 milhões a contratação, ainda em 2017, de serviços de computação em nuvem para, no mínimo, 40 órgãos federais. Conforme o termo de referência que está em consulta pública, a compra coletiva deverá ser feita por pregão e na modalidade de registro de preços, com dois fornecedores distintos. 

Assim, a proposta é de divisão dessa contratação coletiva em três lotes, sendo os dois primeiros para o serviço de ‘nuvem’ em si, sendo 60% no primeiro e 40% no segundo, ficando para o terceiro lote o suporte técnico, treinamento e gerenciador ‘multinuvem’. “Os Lotes 1 e 2 serão adjudicados a licitantes necessariamente distintas, caracterizando atendimento à necessidade de contratar mais de um provedor”. 

Segundo a Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, a separação atende orientação do TCU e dá mais segurança aos órgãos públicos, ao tentar evitar aprisionamento a um único fornecedor e viabilizar preços menores na licitação. 

“Corroborou ainda a necessidade de contratar mais de um provedor, os riscos elencados no Acórdão no 1.739/2015 do Tribunal de Contas da União, relativos a necessidade de considerar oportuno mais de um provedor como alternativa de Plano de Continuidade, a necessidade de viabilizar a transferência de operações de um provedor de computação em nuvem para um provedor alternativo, a necessidade de assegurar continuidade dos serviços no caso de interrupções planejadas ou não, e assegurar nível de serviços adequados, entre outros”, diz o termo de referência. 

Além disso, a STI elenca a “heterogeneidade” dos clientes e garantias de segurança para sustentar que “a recomendação aos órgãos será de sempre contratar dois provedores para mitigar risco de descontinuidade de serviços críticos”. “Para o objetivo de garantir a continuidade dos serviços, cada uma das licitantes vencedoras deverá prover os serviços a partir de, no mínimo, duas localidades geograficamente distintas, em distâncias superiores a 30 km”.

O texto completo do termo de referência ficará em consulta pública até 24/3. Originalmente essa consulta se dá pelo portal Participa.br, mas por falhas técnicas que até aqui não permitem acessar por ali, a proposta também foi colocada no site do Governo Eletrônico e pode ser conferida neste link. As sugestões devem ser encaminhadas por email para cgser@planejamento.gov.br.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.
3ª Semana da Inovação 2017
Investimentos mundiais em nuvens públicas vão chegar a US$ 266 bilhões em 2021

No Brasil, o mercado de computação cresce cerca de 50% e já representa R$ 2,25 bilhões.


Destaques
Destaques

Dataprev e Serpro vão prestar serviço pela nuvem pública

Objetivo é atender de forma unificada demandas distintas dos órgãos públicos. Empresas vão integrar orquestradores e planejam contratar serviços da Amazon, Google e Azure.

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site