SEGURANÇA

Para ex-chefe da CIA, novas denúncias azedam relação com setor de TI

Convergência Digital ... 10/03/2017 ... Convergência Digital

As revelações do Wikileaks de que a CIA financia um exército de hackers e usa vírus e malwares para invadir smartphones, televisores e veículos vão fazer as relações entre o setor de tecnologia e o governo americano recuar para o clima de desconfiança visto após as denúncias de Edward Snowden. É o que acredita o ex-diretor da  Agência Central de Inteligência David Patraeus, conforme entrevista a uma rádio da Califórnia. 

“Isso vai prejudicar as relações que estavam sendo reestabelecidas com as empresas de TI depois das revelações de Snowden, que causaram um enorme dano e estavam sendo reconstruídas. Temo que [as novas denúncias] vão fazer esse esforço recuar”, afirmou Patraeus à KPCC. 

Segundo ele, as alegações do Wikileaks de que ao não revelar as vulnerabilidades a empresas como Google e Apple, os dispositivos continuarão passíveis de serem invadidos pelas agências de espionagem. “Acho que essa é uma preocupação justa”, admitiu David Patraeus. 

Batizado de ‘Cofre 7’, o conjunto de denúncias baseados em documentos da CIA obtidos pelo Wikileaks mostra que a agência americana tem ferramentas para espionar dispositivos eletrônicos com Android, iOS ou Windows e é capaz até mesmo de transformar televisores da Samsung em microfones disfarçados, tudo remotamente, graças a um imenso arsenal de vírus, trojans e malware ‘bélicos’, desenvolvidos por mais de 5 mil hackers a serviço do governo dos EUA.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Identidade digital: cada vez mais sensível para o seu negócio

Com sistemas ainda mais aprimorados e tecnologias que entregam leituras perfeitas de imagens, empresas do setor financeiro – e de outras áreas sensíveis na sociedade – deverão desenvolver uma vasta teia de informações sobre o cliente. Tecnologias como a leitura facial, de íris e de digitais devem, no médio prazo, se tornarem imperceptíveis.

MPDF abre investigação sobre vazamento de 2 milhões de dados de clientes da C&A

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal, a própria empresa admitiu ter sido alvo de um ciberataque no Brasil. Entre as informações vazadas estariam o número do CPF, e-mail, valor adquirido e outros.

Gastos globais com segurança vão crescer 12,4% em 2018

Questões relacionadas à privacidade puxam investimentos, que vão passar de R$ 450 bilhões.

Os robôs já chegaram ao centro de operações de Segurança

Mas eles nunca vão substituir os homens na resposta aos incidentes, mesmo com o uso de certas técnicas de inteligência artificial. "Há um exagero muito grande com o uso dessa tecnologia", adverte o vice-presidente de pesquisas do Gartner, Augusto Barros.

Governo lidera e 40% dos sites brasileiros não são seguros

Levantamento feito pela BigData Corp, a pedido da Serasa, indica que pelo menos 7,2 milhões de endereços não possuem certificado de criptografia SSL. Percentual é alto mesmo em sites que fazem transações financeiras.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G