SEGURANÇA

Para ex-chefe da CIA, novas denúncias azedam relação com setor de TI

Convergência Digital ... 10/03/2017 ... Convergência Digital

As revelações do Wikileaks de que a CIA financia um exército de hackers e usa vírus e malwares para invadir smartphones, televisores e veículos vão fazer as relações entre o setor de tecnologia e o governo americano recuar para o clima de desconfiança visto após as denúncias de Edward Snowden. É o que acredita o ex-diretor da  Agência Central de Inteligência David Patraeus, conforme entrevista a uma rádio da Califórnia. 

“Isso vai prejudicar as relações que estavam sendo reestabelecidas com as empresas de TI depois das revelações de Snowden, que causaram um enorme dano e estavam sendo reconstruídas. Temo que [as novas denúncias] vão fazer esse esforço recuar”, afirmou Patraeus à KPCC. 

Segundo ele, as alegações do Wikileaks de que ao não revelar as vulnerabilidades a empresas como Google e Apple, os dispositivos continuarão passíveis de serem invadidos pelas agências de espionagem. “Acho que essa é uma preocupação justa”, admitiu David Patraeus. 

Batizado de ‘Cofre 7’, o conjunto de denúncias baseados em documentos da CIA obtidos pelo Wikileaks mostra que a agência americana tem ferramentas para espionar dispositivos eletrônicos com Android, iOS ou Windows e é capaz até mesmo de transformar televisores da Samsung em microfones disfarçados, tudo remotamente, graças a um imenso arsenal de vírus, trojans e malware ‘bélicos’, desenvolvidos por mais de 5 mil hackers a serviço do governo dos EUA.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Hackers repaginam golpe usando o Uber no Brasil

Campanha é antiga, mas ganhou nova roupagem para despertar o interesse do usuário com um suposto desconto de R$ 100 nos serviços do app de transporte.

Oi lança plataforma para mitigar ataques à rede de dados corporativa

Batizada de Gestão Integrada de Serviços, a plataforma permite o gerenciamento integrado de serviços e dá alertas de detecção de intrusos e registros de interações e informações trafegadas.

Google Play Store contém falsos aplicativos de segurança

O alerta foi dado pela ESET - empresa de segurança da informação, que analisou 35 aplicativos na loja oficial da empresa.

Corporações se unem contra ataques cibernéticos

Pelo acordo a ser assinado, grandes empresas de tecnologia prometem "proteção igualitária" a clientes contra o uso indevido de sua tecnologia. "Independente da nacionalidade, geografia ou motivação do ataque", asseguram. Entretanto, o comunicado do acordo não deixa claro quanto isso vai custar aos clientes.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G