TELECOM

Telefônica/Vivo: Das grandes concessionárias, três quebraram e uma terá déficit

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/03/2017 ... Convergência Digital

As quatro grandes concessionárias de telefonia fixa do Brasil ou quebraram ou vão operar com déficit, afirma o presidente da Telefônica/Vivo, Eduardo Navarro. Segundo ele, essa experiência demonstra não apenas que o modelo se mostrou inviável como evidencia a necessidade de revisão urgente do modelo regulatório. 

“A Embratel quebrou em 2004. Foi socorrida, é uma empresa muito solvente hoje em função da Net e do serviço de dados, mas não da concessão original do serviço, que quebrou em 2004. Outras duas, a Brasil Telecom e a Oi, entraram em recuperação judicial. E a Telefônica, que tinha um estado mais fácil a partir do ano que vem é deficitária em caixa”, afirmou o executivo nesta terça, 14/3, durante debate sobre a revisão do modelo promovido pela Momento Editorial.

“A Telefônica não vai quebrar porque temos serviços muito sãos, de banda larga, de TV, telefonia celular. Mas isso não se confunde com a concessão. Estamos vivendo um momento difícil, mas temos uma oportunidade de mudanças. Ainda que a lei fosse aprovada hoje, os efeitos demorariam entre 12 e 18 meses. Nessa situação, o país pode esperar?”, provocou, ao defender a aprovação do PLC 79/16, que abre caminho para a transformação das concessões em autorizações, com carga regulatória reduzida. 

Ele sustentou, no entanto, que como a operação é lucrativa nos serviços em regime privado, a empresa pode suportar a concessão até 2025. “A Telefônica não tem nenhuma pressa de migrar. A concessão não é para nós um ônus importante. Podemos conviver com isso. Estamos crescendo muito em celular, em banda larga.” Ainda assim, entende que o projeto de lei, “se não a única, é a melhor forma de garantir o acesso massificado ao serviço de banda larga sem onerar o orçamento público”.

Ainda assim, ele revelou que a operadora está em processo de contratação de consultoria especializada para avaliar o patrimônio que, com o fim da reversibilidade dos bens, poderá ser convertido em compromissos investimentos. “Estamos contratando uma avaliação de quanto valem os imóveis, o que está sendo usado para celular, para administrativo. Eu quero estar preparado para esse debate", completou.


Internet Móvel 3G 4G
Streaming já representa 38% do faturamento da indústria musical

Em 2017, serviços como Spotify e Apple Music tiveram receitas superiores à venda física e por meio de downloads. América Latina respondeu por 17,7% do faturamento de R$ 60 bilhões.

Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

Conta diz respeito à adaptação das outorgas na faixa de 800 MHz, ainda em 2015. Valor inicialmente previsto era de R$ 411 milhões.

Teles: bloqueio após o fim da franquia não afronta o Marco Civil da Internet

Em nota oficial, o SindiTelebrasil diz que a "A PROTESTE insiste em querer fazer prevalecer a sua interpretação equivocada sobre a legislação aplicável à Internet".

Oi desembolsa R$ 51 milhões para pagar cerca de 500 credores

Operadora pagou as credores que fizeram a escolha da opção de pagamento em fevereiro. "Este é mais um passo no cumprimento da recuperação judicial", afirma o presidente da companhia, Eurico Teles.

Fox obtém vitória na Justiça do Uruguai e tenta replicar no Brasil decisão contra pirataria

Segundo um relatório da NetNames, de 222 milhões de usuários da internet na América do Sul, 110 milhões acessam conteúdos piratas.

Anatel impõe ligação gratuita à Oi em orelhões em 12 estados

Anatel já adota a medida há seis anos, quando verificou que aproximadamente metade dos orelhões do país não funcionava.

Preterida pelas teles, faixa de 450 MHz está na mira do setor elétrico

Elétricas e Anatel discutem destinação desta e outras faixas em caráter primário para as empresas de utilities. “Precisamos de 10 MHz. E pelo menos seis fornecedores no Brasil têm equipamentos em 450 MHz e outras faixas”, diz Ronaldo Santarem, da UTC AL.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G