TELECOM

Telefônica/Vivo: Das grandes concessionárias, três quebraram e uma terá déficit

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/03/2017 ... Convergência Digital

As quatro grandes concessionárias de telefonia fixa do Brasil ou quebraram ou vão operar com déficit, afirma o presidente da Telefônica/Vivo, Eduardo Navarro. Segundo ele, essa experiência demonstra não apenas que o modelo se mostrou inviável como evidencia a necessidade de revisão urgente do modelo regulatório. 

“A Embratel quebrou em 2004. Foi socorrida, é uma empresa muito solvente hoje em função da Net e do serviço de dados, mas não da concessão original do serviço, que quebrou em 2004. Outras duas, a Brasil Telecom e a Oi, entraram em recuperação judicial. E a Telefônica, que tinha um estado mais fácil a partir do ano que vem é deficitária em caixa”, afirmou o executivo nesta terça, 14/3, durante debate sobre a revisão do modelo promovido pela Momento Editorial.

“A Telefônica não vai quebrar porque temos serviços muito sãos, de banda larga, de TV, telefonia celular. Mas isso não se confunde com a concessão. Estamos vivendo um momento difícil, mas temos uma oportunidade de mudanças. Ainda que a lei fosse aprovada hoje, os efeitos demorariam entre 12 e 18 meses. Nessa situação, o país pode esperar?”, provocou, ao defender a aprovação do PLC 79/16, que abre caminho para a transformação das concessões em autorizações, com carga regulatória reduzida. 

Ele sustentou, no entanto, que como a operação é lucrativa nos serviços em regime privado, a empresa pode suportar a concessão até 2025. “A Telefônica não tem nenhuma pressa de migrar. A concessão não é para nós um ônus importante. Podemos conviver com isso. Estamos crescendo muito em celular, em banda larga.” Ainda assim, entende que o projeto de lei, “se não a única, é a melhor forma de garantir o acesso massificado ao serviço de banda larga sem onerar o orçamento público”.

Ainda assim, ele revelou que a operadora está em processo de contratação de consultoria especializada para avaliar o patrimônio que, com o fim da reversibilidade dos bens, poderá ser convertido em compromissos investimentos. “Estamos contratando uma avaliação de quanto valem os imóveis, o que está sendo usado para celular, para administrativo. Eu quero estar preparado para esse debate", completou.


Internet Móvel 3G 4G
Oi simplifica acesso a portal WiFi atenta à publicidade móvel

Objetivo é transformar os hotspots em hubs de conteúdo, com informações contextualizadas sobre os locais onde estão instalados. Projeto tem a parceria com a Hands. O primeiro deles foi o aeroporto Internacional do Galeão, no Rio.

Oi não poderá usar sobras de P&D em compromissos na compra da BrT

Maioria dos conselheiros da Anatel entendeu que não há como a empresa carregar para anos seguintes os valores superiores aos aportes prometidos.

STF diz que leis estaduais sobre telecom são inconstitucionais

Supremo Tribunal Federal deu ganho às operadoras em ações contra legislações da Bahia e do Mato Grosso do Sul, que proibia cobrança de assinatura básica e exigia informações sobre a velocidade das conexões à internet.

Vivo lança planos de voz ilimitados para PMEs

Iniciativa chega ao mercado B2B e também envolve a oferta de planos de dados. Preços variam de R$ 99,99 a R$ 237.99.

Oi troca cobre por FTTH em Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Detentora da maior planta de par metálico no Brasil, a operadora planeja expandir o piloto para outras cidades onde a infraestruutra é mais crítica de qualidade.

Prestadoras de serviços de telecom investiram R$ 28 bilhões no Brasil

Receita bruta, no entanto, caiu 5% e ficou em R$ 226 bilhões. Aportes maiores foram em expansão de infraestrutura.

Disputa da TV paga com SBT, Rede TV! e SBT gera mais de 1000 reclamações à Anatel em três dias

Agência informa ainda que, em março, todos os serviços apresentaram redução nas reclamações dos usuários. NET e TIM foram as únicas que registraram aumento nas reclamações.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G