Convergência Digital - Home

Eficiência operacional é o nome do jogo na contratação da nuvem

Convergência Digital
Da redação - 16/03/2017

Em um cenário corporativo que busca a otimização de custos, aumento da eficiência dos serviços e, ainda, atender a crescente demanda por inovações em TI, grande parte dos CIOs brasileiros pretende aumentar os investimentos em cloud computing. "O ambiente de negócios atual é altamente competitivo e a utilização de Cloud de uma forma estratégica permite que os clientes otimizem muito seus investimentos em TI, aumentando sua agilidade e flexibilidade, possibilitando a implementação de novas soluções de negócios em menos tempo e com custo reduzido", afirma Marco Sena, diretor de vendas de Cloud da Cisco América Latina.

As principais características do conceito de computação em nuvem, como por exemplo, a transição de custos de CAPEX para OPEX, bem como o modelo de "as-a-service'' e de "pay-per-use'', reduzem drasticamente os custos com TI tanto na compra de software e licenças como em infraestrutura. Seguindo esse cenário de investimentos em cloud computing, a Cisco identifica quatro principais necessidades nessa jornada:

Capacidade de gestão do ambiente de nuvens híbridas e multi-cloud através de uma plataforma integrada;
Soluções de segurança para esse novo paradigma de TI híbrido, onde o perímetro de segurança já não está tão bem definido;
Oferta de infraestrutura e aplicações no modelo de consumo "as-a-Service" e,Evolução da arquitetura de rede, conforme as aplicações e dados migram do data center da empresa para a nuvem pública.

De acordo com pesquisa realizada pela GlobalData com mais de 340 executivos de tecnologia no mundo todo, 94% das empresas terão solução na nuvem até 2020. E mais, os ganhos com relação à eficiência operacional ao adotar cloud computing variam de 45% a 87%, alavancados principalmente pelo tempo de provisionamento de serviços."A eficiência operacional ao adotar essa solução chega a 87%, alavancados principalmente pela redução no tempo de provisionamento de serviços", destaca Marcelo Kawanami, gerente de pesquisa da GlobalData.

A pesquisa também revelou que 67% dos executivos entrevistados estão de olho nas necessidades crescentes de otimização de seus orçamentos sem comprometer a entrega e a qualidade dos serviços. "O que é resultado das perspectivas econômicas que aumentaram ainda mais a pressão enfrentada pelos CIO's para 'enxugar' seus orçamentos sem prejudicar os serviços e as demandas por novas soluções em TI", completa Marco Sena, da Cisco. 

*Com informações da Cisco Brasil

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões

Armazenamento em nuvem entra no top 5 dos serviços críticos ao mundo

Fica atrás apenas de energia, águas limpas, transportes públicos e telecomunicações. Internet das Coisas impulsiona essa criticidade ao dia a dia.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site