GOVERNO » Legislação

Lei de proteção de dados pessoais estará pronta para votar em junho

Luís Osvaldo Grossmann e Pedro Costa ... 16/03/2017 ... Convergência Digital

Costurada há pelo menos sete anos, a Lei de Proteção de Dados Pessoais terá condições de virar realidade ainda em 2017. Segundo o relator da proposta na comissão especial criada na Câmara dos Deputados sobre o tema, Orlando Silva (PCdoB-SP) garante que o texto estará pronto para ir ao Plenário ainda no primeiro semestre. 

“Temos condições de até junho ter um texto, para ir ao Plenário ou no final deste semestre ou no início do próximo. E podemos até o final de 2017 ter uma lei de proteção de dados pessoais no país. O Brasil vive um momento muito atribulado, com muita incerteza, mas na minha percepção a proteção de dados pessoais é uma imposição para a realidade brasileira”, afirmou o parlamentar. 

Como indicou ao participar do 2º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, há pontos com amplo apoio na proposta, a começar por uma das principais medidas previstas, a criação de um órgão federal que, a exemplo do que acontece em países europeus, é responsável pelo cumprimento da legislação. 

“Um grande consenso se forma em torno de ter uma autoridade de controle que possa fiscalizar as atividades desse setor e garantir normas infra-legais para a proteção do direito à privacidade dos cidadãos. Se não constituirmos uma autoridade competente para isso poderemos ter uma lei ineficaz.”

Mais dificuldade está em encontrar o equilíbrio para garantir pontos que o relator considera essenciais. “Na matéria do consentimento, do legítimo interesse, temos temas sensíveis. O que tenho insistido é que devemos garantir três princípios constitucionais: o direito a privacidade, a liberdade de expressão e a liberdade de iniciativa, de empreender.”


MCTIC precisa de R$ 2 bi para fechar ano e fala em 'pressão saudável' por recursos

"Temos que trabalhar, lutar e pressionar, porque não é um recurso que surge do nada. É um recurso muito disputado", advertiu o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Abinee:"Com a nova TLP, o futuro da indústria é bastante nebuloso no Brasil"

Associação da Indústria Elétrica Eletrônica sustenta que a nova Taxa de Longo Prazo (TLP), no lugar da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), aprovada na MP 777, vai afetar 69% das empresas do setor que utilizam financiamentos do BNDES como fornecedoras de máquinas, equipamentos, sistemas e componentes.

Assespro e Brasscom defendem sistema distrital misto para a Reforma Política

Em comunicado conjunto, as entidades do setor de TI se mostram contra o financiamento político por parte do Estado e querem as cláusulas de barreira apenas em 2022. "É preciso darmos uma opinião setorial porque é uma reforma estruturante", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Incentivos para internet das coisas e satélite devem seguir modelo REPNBL

Segundo o secretário de Políticas de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão, controle de gastos exige políticas com objetivos e prazos determinados. E metas associadas a leilões de espectro.

Governo fecha novo texto para o Refis e amplia prazo de adesão para outubro

A equipe econômica também permitirá a redução do pagamento da primeira parcela devida, desde que o débito seja de até R$ 30 milhões, e não R$ 150 milhões. Prazo para adesão, agora, passa de 31 de agosto para 31 de outubro. Governo quer arrecadar R$ 10 bilhões.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G