INOVAÇÃO

Embrapii anuncia acordos e chamadas públicas de R$ 100 milhões para inovação

Convergência Digital* ... 20/03/2017 ... Convergência Digital

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) anunciou a injeção de R$ 100 milhões em recursos em inovação, por meio de duas novas chamadas públicas e uma parceria com o Sebrae, por meio de um convênio que envolve também a Capes e que visa o aproveitamento do conhecimento de pesquisadores brasileiros no desenvolvimento de projetos da Embrapii por meio do pagamento de bolsas.

O acordo com o Sebrae é de R$ 20 milhões e busca o desenvolvimento de projetos de P,D&I para microempreendedores individuais (MEI) e micro e pequenas empresas. Do valor total de cada projeto apresentado pelas empresas, até um terço será subsidiado pela Embrapii e o restante será ficará sob encargo da unidade e da empresa, mas com subsídio do Sebrae. 

Segundo a Embrapii, esse acordo vai possibilitar que cerca de 200 micro e pequenas empresas sejam atendidas. No convênio foram definidas duas linhas de financiamento: a primeira, voltada para desenvolvimento tecnológico, destina-se apenas às micro e pequenas empresas; a segunda é de encadeamento tecnológico e pode contar com empresas de todos os portes – sendo que os recursos investidos pelo Sebrae serão destinados apenas à primeira linha.

Já o acordo firmado entre a Capes, CNPq e IEL, visa a renovação do Programa Bolsa Jovens Talentos. O objetivo é estimular a inserção no mercado de trabalho de profissionais com experiência em desenvolvimento de projetos tecnológicos e de inovação. Serão oferecidas 200 bolsas – 100 (Capes) e 100 (CNPq) – nos valores entre R$ 4 mil e R$ 7 mil. Os profissionais irão atuar nas Unidades e Polos Embrapii contribuindo com sua expertise no desenvolvimento de projetos de inovação.

A Chamada Pública 1/1720 é destinada aos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs), e tem o objetivo de selecionar até três deles como Polos Embrapii IF. Para se candidatar, eles devem demonstrar experiência no desenvolvimento de pesquisa, desenvolvimento e inovação para empresas em qualquer área. O financiamento é de até R$ 3 milhões por polo credenciado. Atualmente, há cinco Polos em atividade, que unem o setor produtivo ao setor acadêmico.

A segunda chamada (2/2017) tem o objetivo de selecionar até cinco Institutos Senai de Inovação para que sejam credenciados como Unidades Embrapii. O credenciamento será exclusivo para o Instituto responsável pela área de competência definida no Plano de Ação submetido ao processo de credenciamento.

Os candidatos precisam demonstrar experiência no desenvolvimento de P,D&I para o setor empresarial por meio de lista de projetos que totalizem R$ 5 milhões no período de 2014 a 2016. O financiamento será de até R$ 15 milhões em recursos por ISI credenciado. A Embrapii já possui dois institutos credenciados: o Senai Cimatec, na Bahia, e o Senai Polímeros, no Rio Grande do Sul.

* Com informações da Embrapii


Cloud Computing
Google terá cabo submarino 100% privado na América Latina

Iniciativa que é a primeira de uma companhia não especializada em Telecomunicações, vai interligar a Califórnia ao Chile. Objetivo é reduzir a latência dos serviços prestados na nuvem.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Algar Tech cria a Duda, sua plataforma de Inteligência Artificial

Plataforma está sendo usasda em atendimento via apps de mensageria no processo de renegociação de dívidas, que passou a ser 100% sem interferência humana.

Inovação que dá certo é a que une a grande empresa à startup

A burocracia é um grande entrave à inovação, mas o ponto mais crítico é a falta de interação entre o mercado e as boas ideias das startups, observam Rafael Duton e Alexandre Castro, do Oito, da Oi.

Oi investe em startups para ter 'inovação correndo nas veias'

Empresa ativou o Oito, hub de empreendedorismo e inovação no Rio de Janeiro.

Intel: Brasil fica fora dos mercados de IA, IoT e 5G se olhar apenas para o 'próprio umbigo'

"Não há como ser um ator global sem produzir tecnologia para a exportação", advertiu o diretor-geral,Maurício Ruiz. Empresa quer se redimir dos erros e garantir o protagonismo no 5G. Sobre produção local, mesmo com o boom das memórias, o executivo diz ser 'muito difícil'.

Satélite 100% elétrico da Eutelsat já está em serviço

Capacidade de banda KU será utilizada para oferecer serviço de TV em tempo real para passageiros em voo.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G