Home - Convergência Digital

TI de SP aceita proposta de reposição da inflação mais abono de 10%

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 20/03/2017

Os trabalhadores em tecnologia da informação do estado de São Paulo aceitaram a proposta da conciliação judicial de reposição da inflação mais um abono de 10% em agosto, segundo informa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo, Sindpd/SP, Antonio Neto. O acerto, no entanto, ainda depende de confirmação das empresas. 

“Não conseguimos chegar a um acordo na mesa de negociação por uma teimosia patronal. Eles foram ao Tribunal e o presidente da mesa de conciliação sugeriu que fosse dada a inflação do ano mais um abono de 10% para o mês de agosto e que as cláusulas que já tínhamos acordados fossem válidas. O Sindpd aceitou. Cabe agora o patronato dar a resposta”, afirmou. 

Ele explica como foi a proposta. “Vamos levar no mínimo a inflação e mais um abono que dá 0,8% de aumento real, dá 7,05% no recebido ao ano. Consideramos que dentro da circunstância, do momento político, econômico e social, foi um excelente acordo, porque muitas categorias não estão conseguindo sequer a inflação nas negociações.”

Segundo o sindicalista, ainda seguem em curso negociações relativas a participação nos lucros e resultados. “As empresas têm nos procurado, já firmamos alguns acordos e vamos ver agora os PLRs. Ano passado firmamos 1.700 acordos de PLRs e esperamos reproduzir também este ano uma quantidade boa deles. Sabemos que eles poderiam dar mais. Mas também sabemos a dificuldade que está o país, com um desemprego enorme. Com reforma previdenciária, trabalhista, com terceirização, tudo mexendo com a situação dos trabalhadores em geral.” Assistam a entrevista com o presidente do Sindpd/São Paulo, Antonio Neto.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/11/2017
Jornada Intermitente não é aplicável ao setor de TI

16/11/2017
Trabalhadores de TI de São Paulo deflagram campanha salarial 2018

16/11/2017
Blockchain vai "descommoditizar" o agronegócio

10/11/2017
Reforma tributária: Telecom fica na categoria do imposto seletivo

07/11/2017
"A ordem é votar contra o plano se a dívida ficar como única", diz Quadros

06/11/2017
TOTVS: Brasil precisa correr para recuperar espaço na indústria 4.0

30/10/2017
eSocial desafia as empresas a terem dados 'limpos e bem arrumados'

23/10/2017
Computação em nuvem é prioridade para a estratégia digital do Brasil

20/10/2017
Governo estabelece o fim do feriado regulatório para fibra óptica

20/10/2017
Economia digital não pode ser privilégio da elite brasileira

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial

Novo regime fiscal será obrigatório para grandes companhias a partir do início de 2018 e para todas as demais empresas do país a partir de julho próximo. Receita descarta adiamento.

Reforma trabalhista: Não haverá contrato novo ou velho

“Se não, muitos empresários poderiam dispensar os trabalhadores da ‘lei velha’ e contratar outros com contrato novo, pela ‘lei nova’. Para não haver esse perigo, a lei aplica-se a todos os contratos em vigor no Brasil”, explica o Juiz do Trabalho, Marlos Melek.

Reforma trabalhista entra em vigor em novembro no Brasil

O presidente Michel Temer sancionou a reforma Trabalhista, sem vetos, mas garante que enviará uma Medida Provisória para dar mais transparência a pontos como, por exemplo, se haverá ou não a exigência de um prazo de 18 meses para o traballhador terceirizado ser recontratado. Presidente do TST, Ives Gandra Filho, diz que lei traz 'segurança jurídica'.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site